Altice Portugal: dona da MEO reforça investimento nesta zona do país

Bruno Coelho
Comentar

A Altice Portugal continua a sua demanda de de proximidade a Portugal e aos portugueses. A dona da marca de consumo MEO anunciou por estes dias o reforço dos investimento em infraestruturas de comunicação em Fafe.

Em comunicado, a empresa anuncia a assinatura de um protocolo com a Município de Fafe. Este prevê uma “melhoria das suas infraestruturas de comunicações fixas e móveis na Região”. Fafe passa assim a dispor de nove novas estações base.

Estas vão permitir a melhoria da qualidade e cobertura do serviço móvel a 99,6% da população. Estas novas antenas situam-se nas freguesias de Antime e Silvares, Golães, Medelo, Agrela e Serafão, Vinhós, Regadas, Monte e Queimadela, Rei e Várzea Cova e Ardegão, Arnozela e Seidões.

meo

MEO vai cobrir 95% de Fafe com fibra ótica até ao final do ano

Mas as novidades para Fafe não se ficam por aqui. Ainda no âmbito deste investimento, até ao final do ano, está previsto um aumento para 95% da percentagem de população com acesso a fibra ótica.

Este protocolo foi assinado pelo Diretor de Relações Institucionais e Corporativas da Altice Portugal, André Figueiredo, e pelo Presidente da Câmara Municipal de Fafe, Antero Barbosa. A Altice Portugal quer continuar a ser o maior investidor e parceiro dos Municípios portugueses como fornecedor de tecnologia de última geração.

“A Altice Portugal faz questão, numa altura de recuperação social e económica do País, de continuar a apostar no reforço da cobertura das suas redes de comunicações a nível nacional”, afirma Alexandre Fonseca, Presidente Executivo da Altice Portugal.

Reitera ainda que a Altice Portugal continua “ao lado dos Municípios portugueses” e é com gosto que celebra este acordo com a Câmara Municipal de Fafe “para prestar a todos os seus residentes e visitantes um serviço que responda cabalmente às suas necessidades, fomentando a coesão territorial e social”.

Para Antero Barbosa, Presidente da Câmara Municipal de Fafe, este é um investimento vital que coloca o município “na linha da frente”. Acrescenta ainda que eleva “a capacidade competitiva deste território para a captação de investimento e negócios. Tratando-se de um investimento privado com repercussões quase imediatas traduz-se, naturalmente, num claro benefício para as empresas, instituições e cidadãos”.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.