Xiaomi Redmi Pad: o primeiro tablet da marca vai chegar à Europa com preços a começar nos 250 euros

Mónica Marques
Comentar

A Redmi, submarca da Xiaomi, prepara-se para lançar o seu primeiro tablet, a nível global.

Ao que tudo indica, o modelo vai chegar em duas variantes distintas, com opções de escolha na memória RAM, armazenamento e suporte para comunicações móveis, com preços a começar nos 250 euros.

Xiaomi Redmi Pad vai chegar à Europa em duas variantes

First look ✅Xiaomi 12T Pro- 200MP camera 📸Redmi Pad- 8MP rear camera #Xiaomi #Xiaomi12TPro #RedmiPad pic.twitter.com/pmsrIoeg4R

— Abhishek Yadav (@yabhishekhd) 1 de setembro de 2022

Há já algum tempo que circulam rumores sobre o primeiro tablet da Redmi, a submarca da Xiaomi. As primeiras informações apontavam para uma disponibilização exclusiva no mercado chinês, mas de acordo com os últimos rumores a marca chinesa terá mudado de ideias e vai lançar o Redmi Pad, a nível global.

Agora mais rumores revelam que o modelo vai chegar à Europa em duas variantes distintas: uma com 3 GB de memória RAM e 64 GB de capacidade no armazenamento interno e outra com 4 GB de RAM e 128 GB de memória interna.

Os utilizadores vão ainda poder escolher entre as versões com comunicações 4G ou 5G, mas não está explícito se ambas as variantes vão ter opções com os dois suportes ou apenas com um dos referidos.

Mas o melhor de tudo é que o site Pricebaba descobriu os preços com que o modelo vai chegar ao mercado europeu. Segundo o site, a primeira opção com 3 GB de memória RAM terá um custo aproximado de 250 euros. Já a versão mais avançada, de 4 GB + 128 GB terá um preço de cerca de 350 euros.

Especificações esperadas no Redmi Pad

Entretanto, outros rumores tinham já adiantado algumas das especificações que podemos esperar ver no primeiro tablet Redmi. Nesse sentido, o modelo vai chegar equipado com o processador Helio G99 SoC, emparelhado com de até 4 GB de memória RAM e de até 128 GB de capacidade no armazenamento interno.

É também bastante provável que seja alimentado por uma bateria de 7.800 mAh com suporte para carregamento rápido de 22,5 watts.

A zona frontal será ocupada pelo ecrã LCD com 11,2 polegadas que fornece uma resolução 2K enquanto o painel traseiro irá alojar uma câmara com oito megapixéis de resolução. Espera-se também que execute o sistema operativo Android 12 sob a interface MIUI Pad 13.

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira.