Samsung patenteia uma coluna inteligente como ainda não vimos

Carlos Oliveira
Comentar

O mercado das colunas inteligentes tem crescido nos últimos anos e a Samsung ainda está por concretizar a sua entrada nele. Não obstante, a gigante sul-coreana já está a pensar no seu próximo produto do género.

Uma patente submetida pela Samsung junto das entidades competentes sul-coreana mostra-nos uma ideia diferente. Este documento revela-nos uma coluna inteligente com um ecrã que se enrolará.

Samsung coluna patente

Esta coluna inteligente será uma verdadeira 2 em 1

Este possível gadget servirá como coluna e ecrã inteligente, conforme o utilizador pretender. Quando "fechado" o ecrã, temos um produto cilíndrico semelhante aos primeiros Amazon Echo. Já quando aberto, terás algo como um Echo Show ou Google Hub.

Assim terias um gadget que serviria para ouvires as tuas músicas ou para veres as tuas câmaras de segurança num só. Consoante as tuas necessidades, poderias enrolar ou desenrolar o seu ecrã.

Embora a patente não revele mais pormenores sobre o produto, podemos assumir que contaria com a assistente Bixby para as funções que normalmente associamos a este tipo de gadgets. Com comandos de voz poderias controlar as luzes lá de casa, estores, câmaras de segurança e outros produtos compatíveis.

Samsung ainda não lançou para o mercado nenhuma coluna inteligente

Apesar de a Samsung já ter apresentado dois Galaxy Home, ainda nenhum deles chegou ao mercado. Especula-se que o Galaxy Home Mini possa chegar às lojas ainda este mês, mas veremos se isso se concretizará.

A Samsung parte em desvantagem neste nicho de mercado, não só pela sua entrada tardia, mas sobretudo pela sua assistente pessoal. A Bixby está claramente longe de se equiparar à Assistente Google ou Alexa e isso não ajuda a que sejam desenvolvidos produtos compatíveis.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.