Dia da Mãe: oferece uma trotinete ou bicicleta elétrica UrbanGlide

Bruno Coelho
Comentar

O Dia da Mãe está a chegar. E caso estejas a pensar oferecer uma bicicleta ou trotinete elétrica à tua progenitora, a UrbanGlide tem três sugestões de relevo para ti. Esta marca especializada em soluções de mobilidade urbana, apresenta as melhores opções de mobilidade para fazer com que este Dia da Mãe se torne num dia inesquecível.

eBike M2

A eBike M2 é uma bicicleta de excelência, com uma autonomia enorme de até 80 km e rodas de 28 polegadas que se adaptam a qualquer terreno. A bateria é removível para facilitar o carregamento em casa e representa a opção perfeita para oferecer a qualquer mãe no próximo 1 de maio.

  • A UrbanGlide eBike M2 está disponível a um preço recomendado de venda ao público de 1 690,00 euros (IVA incluído)

urbanglide

Ride - 82 L

Este é um modelo de trotinete elétrica da mais recente da gama de trotinetes elétricas da UrbanGlide e o presente ideal para alegrar o Dia da Mãe. Com uma potência de 350W e velocidades que podem chegar a 25 km/h.

A Ride 82 – promete ser a companheira ideal para as viagens ao trabalho. Tem suspensão mais resistente, travões a disco e pneus de 8 polegadas que facilitam a circulação e a estabilidade nos terrenos mais difíceis.

  • A UrbanGlide Ride – 82 L está disponível a um preço recomendado de venda ao público de 299,00 euros (IVA incluído)

urbanglide

Bike - 160

A eBike H1 é uma bicicleta para o dia a dia com até 25 km de autonomia e velocidades que podem chegar a 25 km/h. Este modelo é perfeito para aquela mãe que procura um veículo compacto, mas muito competente.

É muito fácil de arrumar e transportar para qualquer lado. Para além disto demora apenas 5 horas a carregar para a ter novamente disponível e é muito eficaz ao nível da segurança com pneus de 16 polegadas resistentes e travões a disco.

  • A UrbanGlide Bike – 160 estará disponível em breve

urbanglide

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.