ANACOM alerta para falsos representantes a 'bater às portas'. É uma burla!

Rui Bacelar
Comentar

A Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM) lançou o alerta esta última quinta-feira para a tentativa de burla perpetrada por indivíduos que se fazem passar por colaboradores do regulador de mercado das telecomunicações em Portugal.

Os burlões estão a 'bater à porta', dizendo pertencer à ANACOM e tentando convencer as pessoas a celebrar contratos de comunicações. O contacto é feito através do telefone sob o pretexto de estudos de mercado tutelados pelo regulador.

Cuidado, isto é uma tentativa de burla. Caso receba esta chamada "da ANACOM" é recomendado fazer queixa junto da PSP e da GNR, podendo tal ser feito através dos serviços online de ambas as forças de segurança.

Cuidado com os falsos representantes a atuar em nome da ANACOM

Alerta fraude! Foi contactado para celebrar contratos de comunicações ou participar em estudos por pessoas que dizem ser da ANACOM? Saiba que não estamos a realizar estes contactos. Se for alvo de tentativa de fraude, alerte as autoridades de segurança! https://t.co/73pWn0G2C3 pic.twitter.com/VyZYK35ggD

— ANACOM (@_ANACOM_) 18 de fevereiro de 2021

"Nos últimos dias chegaram ao conhecimento da Anacom, através da linha de apoio, queixas de pessoas que foram abordadas por indivíduos que dizem ser da Anacom e que procuram obter vantagens comerciais, nomeadamente através da celebração de novos contratos de comunicações", alerta a ANACOM através de publicação no seu website.

Tal como aponta o regulador de mercado, este tipo de fraude é recorrente e está em crescendo durante o confinamento. Sempre com o mesmo intuito, muda apenas a forma de abordagem, sendo agora perpetrado maioritariamente através de contacto telefónico.

Neste primeiro contacto os infratores contactam a vítima por telefone sob o pretexto de estarem a realizar um estudo de mercado, por norma versando sobre a qualidade de acesso e velocidade da Internet.

Também é frequente versar sobre a satisfação com os contratos de telecomunicações com as operadoras do setor como a MEO (Altice Portugal), NOS e Vodafone.

A ANACOM sublinha que não está a realizar quaisquer contactos desta natureza

O regulador afirma que de momento não tem qualquer iniciativa similar em curso. Através da sua página a ANACOM adverte "(...) que a informação prestada por estes indivíduos é falsa".

Isto serve de mote para os infratores "venderem" contratos de telecomunicações em nome da ANACOM. Note-se que o regulador de mercado não presta serviços de comunicações. Não são de todo essas as suas funções.

Se fores vítima desta tentativa de burla desliga o telefone logo que possível. Não cedas às propostas dos burlões e denuncia a ocorrência às autoridades.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.