Oura Smart Ring 3 é oficial: grandes novidades, mas preço salgado

Bruno Coelho
Comentar

O Oura Smart Ring é um produto praticamente único na sua categoria. É o anel inteligente mais popular de mundo, e acaba de ser lançada a sua terceira geração, que o torna bem mais interessante do que antes.

Este novo anel inteligente chega finalmente com monitorização dos batimentos cardíacos contínua. É bom recordar que a anterior geração apenas monitorizava este aspeto durante o sono. Segundo a marca, a precisão da monitorização dos batimentos cardíacos é de 99,6%.

oura smart ring 3

Este novo modelo chega com possibilidade de medir os níveis de oxigénio no sangue. Mas infelizmente essa funcionalidade não estará disponível no lançamento, e apenas a partir de 2022.

Oura Smart Ring 3 consegue prever ciclos menstruais

Uma das funcionalidades mais interessantes deste Oura Smart Ring 3 destina-se ao público feminino. Este afirma conseguir prever os ciclos menstruais com 30 dias de avanço, usando apenas algoritmos e medindo a temperatura corporal. Consegue tornar-se mais preciso ao longo tempo, e avisa da chegada do período seis dias antes deste.

oura smart ring 3

É bom ficar patente que este é um produto verdadeiramente premium, construído em titânio. Dependendo do tamanho, pesa 4 a 6 gramas, e pode ser mergulhado até 100 metros de profundidade.

Bateria do Oura Smart Ring 3 dura entre 4 a 7 dias

Tudo vai depender se ativas, ou não, a monitorização de batimentos cardíacos. Ainda assim, a bateria promete durar 4 a 7 dias, o que pode ser considerado aceitável num produto com dimensões tão reduzidas.

oura smart ring 3

O preço é a parte mais salgada. A terceira geração do Oura Smart Ring já está em pré-venda no site oficial a partir de 314 €, e os envios começam a 15 de novembro. Está disponível em prateado, preto, e dourado.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.