Netflix: (mais) péssimas notícias para o plano mais barato com publicidade

Rui Bacelar
Comentar

A Netflix introduzirá, entre o final de 2022 e início de 2023, um novo plano de subscrição mais barato e sustentado pela publicidade que será apresentada na sua plataforma. Porém, de momento carecemos de uma data precisa para a apresentação ou introdução desta modalidade de assinatura e do respetivo preço, ainda desconhecido.

Entretanto, as notícias têm revelado gradualmente os detalhes técnicos deste novo plano de subscrição com publicidade e...são manifestamente más. Após termos dado a conhecer a restrição para o download de filmes e séries, para ver offline, agora temos outra péssima informação. A resolução máxima neste plano pode ficar restrita aos 480p, portanto, abaixo do padrão HD (720p).

Mais más notícias para quem espera o plano com publicidade da Netflix

Netflix

Sobre o plano barato, com publicidade, sabemos que a Netflix impedirá os utilizadores de fazer o download de filmes e séries para ver offline. Agora, contudo, segundo a publicação IT Home, as restrições não se ficarão por aqui e o que já era pouco recomendável torna-se essencialmente mau, sobretudo para os padrões de 2022.

Importa frisar, contudo, que atualmente as informações avançadas não são oficiais. Isto é, baseiam-se em fugas de informação e rumores, não confirmados (ou desmentidos) pela Netflix. Desse modo, advertimos sempre o leitor para o caráter provisório dos detalhes avançados antes de um anúncio oficial.

Dito isto, as informações divulgadas ao longo das últimas semanas têm sido pouco abonatórias deste plano com publicidade. Ao que tudo indica, a próxima proposta da Netflix será mais barata (quanto exatamente não sabemos), mas continua a sofrer possíveis restrições à sua plena fruição. Agora, temos a maior frustração para um serviço baseado na experiência de visualização.

Restrição à resolução 480p para os filmes e séries Netflix

Netflix’s ad-supported subscription plan will limit streaming to only 480p resolution - TechNave https://t.co/3OoPA1Iul3

— ITBronx (@ITBronx1) 19 de agosto de 2022

Em suma, e numa nota estritamente pessoal, com tantos cortes (caso se verifiquem) é bom que o preço seja realmente baixo. Só com um valor de mensalidade muito baixo é que tal proposta, nos termos que se têm vindo a delinear, é que terá algum interesse.

Recordamos que a maioria dos smartphones em comercialização têm resolução Full-HD (1080p). Os mais baratos de anos anteriores, e são já poucos, têm resolução HD (720p), o que já é manifestamente pouco em 2022. Ora, pois com 480p de resolução máxima, a experiência de visualização será fraca, não merecendo sequer ser apelidada de medíocre.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. Ocupa-se com as novidades de tecnologia na 4gnews. Email: ruifbacelar@gmail.com