Xiaomi Mi 11 Ultra dará um passo atrás no carregamento rápido

Carlos Oliveira
Comentar

O lançamento do Xiaomi Mi 10 Ultra, em finais de 2020, estabeleceu um novo patamar no que respeita ao carregamento rápido. Este foi o primeiro smartphone a chegar ao mercado com carregamento rápido de 120W.

O seu sucessor, no entanto, não parece igualar esses números impressionantes. Isto porque a Xiaomi certificou recentemente dois topos de gama com carregamento rápido de 67W.

Xiaomi Mi 11 Ultra deverá ficar-se pelos 67W de carregamento rápido

Importa notar que os modelos foram certificados na entidade chinesa 3C revelando apenas os seus números de série. Nesse sentido, foram descobertos dois smartphones com os números M2102K1C e M2102K1AC.

Xiaomi Mi 11 Ultra

Acredita-se que estes números de série correspondam ao Xiaomi Mi 11 Ultra e Mi 11 Pro, não necessariamente por esta ordem. Baseado nesta informação, tudo indica que o Mi 11 Ultra dará um passo atrás face ao Mi 10 Ultra, que suporta 120W de carregamento rápido.

Mesmo com este retrocesso, os Xiaomi Mi 11 Ultra e Mi 11 Pro serão dos smartphones mais rápido a carregar no mercado. Ficarão ligeiramente acima aos vindouros OnePlus 9 ou Oppo Find X3 Pro, que contam com carregamento rápido de 65W.

Relativamente ao carregamento sem fios dos próximos membros da linha Mi 11, nada foi revelado pela certificação 3C. Todavia, é provável que ambos venham com velocidades de 50W, tal como acontece no Xiaomi Mi 11.

Xiaomi Mi 11 Ultra pode chegar ainda este mês

A Xiaomi ainda não revelou quando irá apresentar os seus novos topos de gama. Contudo, Ice Universe mostra-se convicto de que um deles será apresentado no final de março.

Segundo as suas previsões, o modelo a ser revelado nos próximos dias será o Xiaomi Mi 11 Ultra. Tudo baseado na teoria de que este será o primeiro smartphone do mercado a ostentar o novo sensor de 50MP desenvolvido pela Samsung.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.