Vodafone e NOS preparam um ataque à MEO com nova parceria

Filipe Alves
5 comentários

A Vodafone e a NOS chegaram a um acordo para melhorar a sua rede móvel. Este é um ataque rasteiro à MEO, que continua a ser uma das melhores operadoras na cobertura de rede em áreas pouco populacionais.

De acordo com a informação, a Vodafone e NOS partilharão um investimento em infraestruturas de forma a melhorar a cobertura de rede em locais com pouca população.

Vodafone e NOS querem bater a MEO

Vodafone e NOS parceria

Ainda assim, vale a pena referir que a Vodafone e NOS continuarão com as suas opções de mercado no toque toca aos tarifários. Ou seja, esta parceria serve apenas para dividir custos de investimento em infraestruturas.

Uma forma de melhorar consideravelmente o sinal em áreas rurais e com uma densidade populacional reduzida, sem que cada operadora tenha de fazer o investimento de implementação de individual de infraestruturas.

No comunicado da parceria entre a Vodafone e NOS foi-nos dito que "Nas zonas de menor densidade populacional, tipicamente rurais e no interior do país, a NOS e a Vodafone farão uma utilização comum de infraestruturas de suporte às suas redes móveis (torres, mastros, etc.) e partilharão os seus equipamentos ativos de rádio (antenas, amplificadores e demais equipamentos), sem que haja, porém, partilha de espetro."

Partilha de infraestruturas da Vodafone e NOS não inclui o 5G

Foi referido ainda no comunicado que este investimento não inclui tecnologia 5G. Continuamos a ler no comunicado que "Deste modo, a NOS e a Vodafone prestarão os seus serviços com base nas tecnologias em utilização 2G, 3G e 4G de uma forma mais eficiente. A acomodação do 5G no presente acordo está dependente da decisão autónoma de cada operador de implementar ou não a tecnologia;

Em complemento, nas zonas de maior densidade populacional, tipicamente maiores aglomerados urbanos, a NOS e a Vodafone irão explorar sinergias acrescidas na partilha de infraestrutura de suporte às redes móveis, alojando os seus equipamentos ativos nessas infraestruturas. Este movimento permitirá à NOS e a Vodafone racionalizar custos operacionais, favorecendo a prestação eficiente dos seus serviços".

Este é um investimento importante para os utilizadores. Com despesas de infraestruturas menores podemos esperar que as operadoras fiquem mais competitivas. Esperemos apenas que isto se venha a refletir no valor mensal dos utilizadores.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.