Tesla nunca vendeu tantos veículos elétricos como em 2020

Abílio Rodrigues
Comentar

A Tesla teve um ano de 2020 para recordar, depois de ter anunciado a produção de meio milhão de veículos elétricos ao longo do ano que agora terminou. Para ser mais concreto, foram 509,737 unidades a sair das fábricas da marca de Elon Musk, número particularmente relevante em ano de pandemia global.

Para além de ter fabricado um número recorde de veículos elétricos, a Tesla confirmou ter vendido 499,550 dessa unidades, o que corresponde a 99.91% dos automóveis saídos das suas linhas de produção. Recorde-se que em 2019 a Tesla havia vendido 367,500 unidades, número consideravelmente inferior ao que conseguiu em 2020.

Tesla teve um 2020 em grande

So proud of the Tesla team for achieving this major milestone! At the start of Tesla, I thought we had (optimistically) a 10% chance of surviving at all. https://t.co/xCqTL5TGlE

— Elon Musk (@elonmusk) 2 de janeiro de 2021

Elon Musk disse ainda que estes números não são absolutamente definitivos, chamando a atenção para uma margem de erro mínima de 0.5%. Com esta variação, é possível que a marca tenha mesmo chegado ao meio milhão de veículos vendidos em 2020.

A procura por veículos Tesla teve maior incidência sobre os dois modelos mais acessíveis, os Model 3 e Model Y. Estas duas variantes representam umas incríveis 454,932 unidades produzidas, contrastando com as 54,805 unidades dos Model S e Model X.

Ainda em dezembro surgiram rumores acerca da possibilidade da Tesla suspender o fabrico destes dois modelos menos populares graças a um aumento considerável da procura pelos modelos mais baratos, os Model 3 e Model Y.

Os números agora revelados dão a conhecer mais um dado curioso, o facto do último trimestre de 2020 representar 35% da produção anual. Talvez aqui se tenham feito sentir os impactos dos atrasos provocados pelos confinamentos gerais dos trimestres anteriores, motivados pela pandemia da COVID 19.

Mercado de veículos elétricos deve continuar a crescer em 2021

O ano que agora entrou deve continuar a marcar uma tendência de crescimento para a Tesla, especialmente para os modelos 3 e Y. Caso não sofra nenhum revés importante, o Cybertruck pode também ajudar a catapultar as vendas da marca.

Mais ainda, a nova Gigafactory da Tesla em Shanghai vai aumentar a capacidade de resposta da companhia liderada por Elon Musk, que terá este ano de contar com concorrência mais forte por parte de rivais como a Volkswagen ou o grupo chinês BYD.

Editores 4gnews recomendam:

Abílio Rodrigues
Abílio Rodrigues
Apaixonado por tecnologia desde que montou o seu primeiro computador, continua em fase lua-de-mel com tudo o que envolva um processador e permita umas sessões videolúdicas.