Os 5 smartphones mais vendidos em todo o mundo no primeiro trimestre de 2022

Mónica Marques
Comentar

A empresa IDC divulgou o top 5 dos smartphones mais vendidos a nível global no primeiro trimestre de 2022.

A tabela é ocupada exclusivamente pela Apple e Samsung, sendo que a empresa de Cupertino ocupa, sem surpresa, o primeiro lugar com o seu iPhone 13.

Apple e Samsung são os campeões de vendas de smartphones no primeiro trimestre de 2022

IDC smartphones mais vendidos
Top 5 dos smartphones mais vendidos no primeiro trimestre de 2022 Crédito@IDC

A IDC acaba de divulgar a sua análise de vendas de smartphones referente ao primeiro trimestre deste ano e que mostra o top cinco dos terminais mais vendidos, a nível global. Sem surpresa, a tabela é composta exclusivamente pela Apple e Samsung que são os líderes consagrados de vendas de smartphones em todo o mundo.

Em primeiro lugar, está o iPhone 13 da Apple que terá sido o modelo mais vendido em todo o mundo entre janeiro e março de 2022. Infelizmente, a IDC não revela o número exato de unidades vendidas, por isso só pode avançar que terá sido na ordem dos milhões.

Em segundo lugar está novamente a Apple com o iPhone 13 Pro Max, oq ue indica que os utilizadores estão dispostos a pagar um preço mais elevado para obter um ecrã maior, uma câmara melhor e também mais autonomia de bateria.

Em terceiro lugar, está de forma surpreendente o Galaxy A12, um modelo mais acessível da Samsung. O iphone 13 Pro está em quarto lugar e o top cinco fecha com o igualmente acessível Samsung Galaxy A32.

O que este top da IDC mostra é que os utilizadores continuam a pagar mais pela chancela Apple, ainda que o universo Android tenha já modelos equivalentes ao nível de qualidade. Por outro lado, quando se trata de smartphones mais acessíveis, a Samsung vence com o seu portefólio variado de modelos de entrada e gama média.

Samsung e Apple dominam o mercado de smartphones em momento de queda

Estas são boas notícias para a Apple e Samsung, especialmente numa altura em que todos os analistas concordam que é de queda para as vendas globais de smartphones. São vários os motivos que estão a levar a esta quebra, mas destacam-se a pandemia e os problemas na cadeia de fornecimento de componentes.

Recentemente, foi também noticiado que marcas como a OPPO, Vivo e Xiaomi estão a ser obrigadas a reduzir a sua produção de smartphones. As três marcas já terão, inclusive, avisado a sua cadeia de fornecedores de que vão reduzir os planos de produção em cerca de 20% nos segundo e terceiro trimestres de 2022.

Em termos práticos significa, por exemplo, que se a Xiaomi previa produzir 200 milhões de smartphones, agora com o plano ajustado vai produzir 160 a 180 milhões de unidades. E se existem menos unidades disponíveis no mercado, menos são compradas pelos utilizadores.

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira.