Facebook Safety Check - London Bridge
Facebook Safety Check – Tower Bridge

A funcionalidade Safety Check do Facebook foi activada depois de surgirem os primeiros relatos do ataque terrorista em London Bridge durante a noite de ontem. O ataque realizado por extremistas no centro da capital inglesa causou até agora 6 mortos e mais de 40 feridos.

Esta funcionalidade do Facebook permite aos utilizadores marcarem-se como seguros, oferecendo algum descanso aos seus familiares e amigos. Permitindo também aos mesmos, procurar na lista de check-ins se os nomes dos seus amigos e familiares estão presentes.

Vê ainda: Sabes o que é um Multímetro? E para o que serve?

   

A Facebook Safety Check foi ativada momentos depois de uma carrinha ter atravessado a London Bridge e dar inicio aos momentos de terror, abalroando pessoas que circulavam na rua. Segundos depois da imobilização da carrinha, três homens correram as ruas de London Bridge armados com facas, deixando várias vitimas para trás.

Funcionalidade Safety Check do Facebook é ativada depois dos ataques em London Bridge

Para os utilizadores que se encontram na área de London Bridge e arredores, podem visitar a página “The Attack in London” e marcarem-se como estando num local seguro. Para além disso, esta página começou também a servir como um ponto de união. Com vários utilizadores a oferecerem abrigo, comida e ajuda a todos os afectados.

Estando a residir em Londres, recebi uma chamada automática no meu telefone que me informou sobre o grave incidente que havia acontecido na zona de London Bridge. Depois, uma simples pergunta, se me encontrava em segurança ou não. A resposta foi requisitada com um simples Sim (pressionar “1”) ou Não (pressionar “2”).London Bridge Safety Check Facebook

A funcionalidade Safety Check foi introduzida pelo Facebook em 2011, tendo sido apenas utilizada durante desastres naturais, até aos ataques de 2015 em Paris. Desde então, foi activada também durante os ataques em Nice e em Berlim.

O Reino Unido foi até agora o país onde esta funcionalidade foi activada mais vezes. Em menos de 2 meses, a Safety Check foi activada três vezes. Momentos após o atentado em Westminster a 22 de Março, o ataque após o concerto da Ariana Grande em Manchester a 22 de Maio. E a terceira vez após os ataques de ontem à noite em London Bridge.

Numa primeira fase da implementação desta funcionalidade, o Facebook tratava da sua activação manualmente. Hoje em dia, o processo é automático. Através da monitorização de várias palavras chave que indiquem perigo eminente, tal como “terramoto”, “tiroteio”, “explosão”, etc.

Facebook serve de ponto de encontro depois de tragédia em London Bridge

Apesar do grande criticismo que muitas vezes recaí sobre a rede social Facebook. Tem-se tornado cada vez mais o principal meio para que pessoas espalhadas pelo mundo consigam de uma forma rápida, saber se os seus familiares e amigos se encontram em segurança. Para além disso, tem demonstrado também ser um local onde o velho ditado “a união faz a força” ganha vida.
Depois de cada um destes ataques terroristas, o Facebook é literalmente inundado de pessoas que em nada estão relacionadas ou afectadas com os ataques. Oferecendo todo o tipo de ajuda aos que mais precisam. Demonstrando assim o verdadeiro significado de união, que tanta força e esperança traz a todos os afetados por estes actos de terrorismo/cobardia.

Outros assuntos relevantes:

Samsung Galaxy J5 (2017) e Galaxy J7 (2017) novamente esmiuçados

Apple vai começar a pagar aos utilizadores para melhorarem a aplicação de Mapas

Bang & Olufsen BeoSound Shape: E se da parede viesse apenas música?

ViaCNET
Nascido em Sintra e a viver em Londres, amante do mundo Android desde o velhinho Galaxy S1 e apaixonado por tudo o que tecnologia envolve. No tempo livre o mais importante é sem dúvida família, música, natureza e... Xbox!