Libra: criptomoeda do Facebook perde suporte do Paypal

António Guimarães
Comentar

A criptomoeda do Facebook está a ter um início bastante atribulado. O Paypal anunciou oficialmente que vai retirar o seu suporte à Libra, após ser uma das empresas que vocalizaram o suporte à criptomoeda. A empresa investiu 10 milhões de dólares na Libra, não sendo claro se o Paypal vai 'recolher' esse dinheiro de volta.

"O Paypal decidiu terminar a sua participação com a Associação Libra para se focar na sua missão e negócio prioritários. Estes são democratizar acesso a serviços financeiros para populações desfavorecidas. Continuamos a apoiar as ambições da Libra e esperemos vir a trabalhar juntos no futuro. O Facebook é um parceiro estratégico de longa data do Paypal e queremos que a situação se mantenha assim."

É claro que esta é uma forma politicamente correta de retirar o seu apoio e não ter mais envolvência com a criptomoeda do Facebook. Estas afirmações foram feitas à Bloomberg, sendo que o Facebook recusou comentar.

Há outros parceiros a considerar retirar o suporte

Recentemente, o Wall Street Journal referiu que vários dos parceiros iniciais do projeto Libra estão a reconsiderar a sua participação. Entre os parceiros estão as entidades bancárias Visa e Mastercard, parceiros de alta importância para o sucesso da criptomoeda.

A razão por esta hesitação deve-se à quantidade de atritos que o Facebook tem tido com os governos americanos e europeus. O Facebook tem sofrido bastante escrutínio dos governos internacionais por violações de privacidade, falta de transparência no tratamento de dados de utilizadores e acusações de táticas anti-concorrência.

Durante o mês de outubro, a lista final de apoiantes do projeto Libra será oficializada. Até lá, é possível que vejamos mais alguns nomes a retirar o seu suporte, à semelhança do Paypal. Além das entidades bancárias, temos empresas como eBay, Spotify, Uber e Vodafone na lista de possíveis participantes.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.