Ladrões roubaram uma loja de telemóveis e deixaram todos os Huawei

Filipe Alves
2 comentários

As más notícias da Huawei continuam a alastrar por todo o mundo e parece que nem os ladrões acreditam que a marca se possa salvar do problema que tem em mãos. Aconteceu no Peru e é um episódio que não se vê todos os dias.

Uma loja de telemóveis na região de Piura, no Peru, foi assaltada. Infelizmente este é um acontecimento normal na nossa sociedade. Contudo, os ladrões andam atentos às notícias e acreditam que já não vale a pena roubar os telemóveis da Huawei. Visto que foram os únicos a ficar nas prateleiras.

Não houve danos graves nem ferimentos a apontar. A porta da loja foi arrombada e pouco mais. Foram 5 smartphones topo de gama roubados da Samsung e Motorola, porém, os da Huawei foram deixados pelos ladrões.

Depois da polícia ter começado a investigação já encontrou um dos ladrões que tem apenas 14 anos. O jovem foi apanhado com alguns dos telemóveis roubados na loja e ainda mais equipamentos que se acredita que tenham sido obtidos da mesma forma.

Escusado será dizer que a Internet é um lugar mágico. Quando a notícia foi referida nas redes sociais, não faltaram pessoas a alegar que os ladrões estão a cometer uma discriminação contra os smartphones da Huawei. Smartphones que também mereciam ter sido roubados.

Smartphones da Huawei sofrem quedas de vendas devido ao problema dos EUA

Quando nem um ladrão lhes pega, algo está errado. A Huawei está em apuros e o seu futuro está indefinido. Se ainda estás um pouco confuso com o que se está a passar, dá uma vista de olhos neste artigo onde podes encontrar um resumo rápido sobre a situação.

Editores 4gnews recomendam:

  • Huawei solicita fim da proibição dos EUA e deixa mensagem a todas as empresas
  • Como comprar na Banggood sem alfândega e com segurança
  • Redmi K20 Pro já faz parte do programa Beta do Android Q
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.