Huawei MateBook 16s e MateBook D 16: os dois portáteis que querem ser líderes de mercado

Mónica Marques
Comentar

No seu evento Smart Office, especialmente dedicado ao mercado europeu, a Huawei revelou dois novos portáteis que chegam para se afirmar como líderes de mercado.

Os MateBook 16s e MateBook 16 D chegam com especificações apelativas assim como permitem a conexão a outros dispositivos, através de um emparelhamento simples e sem a confusão dos fios.

Huawei MateBook 16s chega com especificações mais avançadas

Huawei MateBook 16s
Liga o novo Huawei MateBook 16s a um tablet e podes visualizar o ecrã nas gloriosas 16 polegadas do portátil Crédito@Huawei

O novo MateBook 16s é a estrela da companhia ao integrar especificações mais avançadas que o seu "irmão" MateBook D 16. Desde logo a começar pelo processador, disponível nas opções Intel 12gen i9 e Intel 12gen i7, e acompanhado por de até 16 GB de memória LPDDR4x RAM dual-channel e até 1 TB de armazenamento interno NVMe PCI.

Por sua vez, o ecrã de 16 polegadas fornece uma resolução de 2520x1680 pixéis com uma relação de contraste 1500:1 e um brilho máximo de 300 nits. Mas há mais a dizer sobre este ecrã que inclui a tecnologia FullView da marca.

Tecnologia esta que assenta em quatro molduras finas que maximizam o espaço do ecrã. As molduras variam em tamanho entre os 5,2 mm e os 7,3 mm, mas garantem uma relação ecrã-corpo de até 90%.

Huawei Matebook
Os novos portáteis da Huawei incluem tecnologia com Inteligência Artificial para melhorar as videochamadas em tempo real Crédito@Huawei

Mas o Huawei MateBook 16s pode trabalhar acompanhado por outros dispositivos. Para isso, basta recorrer à funcionalidade Super Dispositivo que permite ligar o novo portátil a qualquer equipamento das proximidades, sem a confusão dos fios. Por exemplo, se ligares o teu smartphone a este MateBook podes visualizar o ecrã do terminal móvel nestas 16 polegadas FullView.

Com um peso de 1,99 e 17,8 mm de espessura, o novo Huawei MateBook 16s vai ser disponibilizado em Portugal a partir de 12 de julho com um preço de 1.699 euros para a variante com Intel i7 e por 1.899 para a versão com chip Intel i9.

Huawei MateBook D16 chega com preço mais acessível a partir de 979 euros

Huawei MateBook D 16
O Huawei MateBook D 16 pode ser emparelhado com outros dispositivos eletrónicos sem a confusão dos fios Crédito@Huawei

Por sua vez, o novo Huawei MateBook D 16 chega a Portugal um pouco mais tarde, a 18 de julho, mas com um preço mais acessível a começar nos 979 euros para a versão que está equipada com o processador Intel 12gen i5. A variante com chip Intel 12gen i7 aumenta o seu custo para 1.299 euros.

Do seu congénere mais avançado, herda o mesmo ecrã de 16 polegadas com tecnologia FullView e, consequentemente, a mesma relação ecrã-corpo de 90% numa nova proporção de 16:10. Com estas especificações, os utilizadores podem visualizar e trabalhar melhor gráficos e dados, assim como ter uma experiência de entretenimento melhorada.

Por outro lado, a tecnologia de Antena Metaline, proprietária da Huawei, permite que o portátil ofereça uma experiência Wi-Fi estável, mesmo em ambientes com sinais mais fracos, sendo que a "velocidade de descarga será aumentada em 55% enquanto que o lag em jogos e videoconferência é reduzido em 57% e 67%, respetivamente", garante a marca.

Já a câmara de 1080p com Inteligência Artificial incluída ajusta o ângulo automaticamente em tempo real, em cada videochamada, mantendo sempre o utilizador no centro da imagem. Por sua vez, os algoritmos de redução de ruído, também equipados com Inteligência Artificial, reduzem o barulho de fundo exterior, proporcionando um som mais preciso e cristalino.

De resto, tal como o portátil anterior, também o MateBook D 16 pode ser ligado a outros dispositivos nas proximidades e trabalhar em sintonia com estes.

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira.