Huawei Mate 10 Pro - Tudo o que precisas de saber está aqui!

Filipe Alves
Huawei Mate 10 Pro - Tudo o que precisas de saber está aqui!
Este é o Huawei Mate 10 Pro

O Huawei Mate 10 Pro foi revelado hoje em conjunto com o Huawei Mate 10 e 10 Lite no evento da marca em Munique, Alemanha. Os novos smartphones Android da empresa chinesa terão destinam-se a mercados e segmentos diferentes.

Entre nós, só o Huawei Mate 10 Pro e Mate 10 Lite é que chegarão ao mercado português, porém, pela primeira vez teremos no nosso mercado o smartphone mais poderoso de todos os que foram agora apresentados.

Vê ainda: Nokia 9 – Características, preços e tudo o que sabemos deste Android

O Huawei Mate 10 Pro merece a tua atenção por muitas razões. Todavia, a melhor forma de perceber até que ponto é que este dispositivo poderá influenciar a nossa vida e ser a nossa escolha será mesmo através de uma análise prévia de tudo o que ele tem para oferecer!

Huawei Mate 10 Pro - O primeiro contacto

Em primeiro lugar, o Huawei Mate 10 Pro é o primeiro smartphone da empresa chinesa que nos oferecerá um ecrã com tecnologia OLED HDR. No primeiro contacto com o Huawei Mate 10 Pro, pudemos de facto perceber o quão este ecrã AMOLED faz diferença e o quanto os nossos olhos gostam deste tons. As cores são mais vivas, fortes e oferecem um contraste apaixonante.

Este ecrã/tela é de 6" polegadas, tecnologia OLED HDR, formato 18:9 com resolução Full-HD+, ou seja, o terminal é mais delgado e comprido que o normal. Relembro que o formato 18:9 chegou primeiramente com o LG G6 e foi de seguida adoptado apelo Galaxy S8, Galaxy Note 8, LG Q6 e mais recentemente pelo Apple iPhone X.

Huawei Mate 10 Pro
Este é o melhor dos novos equipamentos da marca e chegará a Portugal

Na parte traseira do equipamento encontraremos um vidro que nos dará um toque frio e premium! Este terminal é, e deve ser olhado, como um "monstro" de mercado (no bom sentido, claro).

O dispositivo oferece um toque de classe e requinte, contudo, temos de admitir que este vidro será mais frágil que o normal metal nos smartphones da marca. Como em tudo, há sempre prós e contras.

Embora seja um apologista de equipamentos com construção de vidro, de forma permitir o carregamento por indução magnética ou simplesmente carregamento sem fios, este Huawei Mate 10 Pro não terá essa característica.

Dual-Câmara com toda a mestria da Leica nestes Mate 10

Uma falha na minha opinião. Não existiu uma justificação plausível para a falta da tecnologia. Foi-nos dito no seu pre-release (pré-lançamento a que a 4gnews teve acesso) que a Huawei preferiu focar-se mais no carregamento rápido de uma forma mais segura do que numa ideologia "sem fios".

A câmara traseira é mais uma vez composta por dois sensores fotográficos da LEICA. O primário é um sensor de 12MP RGB (cores) com estabilização ótica da imagem (OIS) e abertura f/1.6, laser-autofocus. Já o segundo sensor tem uma resolução de 20MP, sendo monocromático, tal como vimos com o Huawei P10.

A inserção da inteligência artificial (AI) neste Huawei Mate 10 Pro terá também impacto nas fotografias e em todo o departamento fotográfico. De acordo com a marca, o Huawei Mate 10 Pro terá mais capacidade para não tirar fotografias desfocadas.

A AI conseguirá detectar o momento perfeito e concluir a acção com uma fotografia de classe. Algo que teremos de verificar durante a nossa análise / review do equipamento.

A abertura de f/1.6, a estabilização de imagem e o laser-autofocus deverão fazer deste Huawei Mate 10 Pro um dos melhores no sector fotográfico em situações de baixa luminosidade. Esperemos para ver como se porta na captura de vídeo.

Leitor de impressões digitais está na traseira

Ao contrário do Huawei Mate 10, este modelo "Pro" terá o leitor de impressões digitais / sensor biométrico na parte traseira dando-nos mais espaço para o ecrã na parte frontal.

Este sensor biométrico ficará logo abaixo das câmaras e embora seja um smartphone grande, consegue-se perfeitamente desbloquear o terminal sem a ginástica que se tem de fazer no Samsung Galaxy S8 e Note 8.

Especificações técnicas do Huawei Mate 10 Pro

O Huawei Mate 10 Pro chega-nos com um novo processador Kirin 970, desenvolvido pela própria marca, com frequências até 2.4GHz, 6GB de memória RAM, 128GB de memória interna, expansão via MicroSD e dual-SIM 4G.

A Inteligência Artificial é também importante neste sector. A nova NPU (Neural Processing Unit) que apoia a GPU (Graphics Processing Unit) ajudará o smartphone a perceber quais são as aplicações que o utilizador mais utiliza. A NPU dará então prioridade a essas aplicações de forma a que a performance não seja comprometida.

  • Ecrã / Tela de 6.2 polegadas, OLED HDR
  • Resolução Full-HD+ 1080 x 2160 pixéis
  • Protecção: Vidro Gorilla Glass
  • Android Oreo (EMUI 8.0)
  • Processador Hisilicon Kirin 970
  • SoC Octa-core (4×2.4 GHz & 4×1.8)
  • 6GB de memória RAM
  • 64/128GB de armazenamento interno
  • Expansão via cartão de memória microSD
  • Câmara principal Dual 20 MP +12 MP, f/1.6, OIS, 2x zoom
  • Tecnologia e lentes Leica
  • Câmara secundárias de 8MP
  • Gravação de vídeo a 4K Ultra-HD a 30fps
  • Carregamento Rápido
  • Bateria de 4000mAh
  • USB do Tipo C
  • Bluetooth 5.0
  • Certificação IP67
  • NFC
  • Porta de Infra-Vermelhos
  • Disponível em azul, cinza, dourado e castanho (Mocha Brown)

Segundo a Huawei, a NPU conseguirá ainda disponibilizar "Low Power AR", ou seja, o Huawei Mate 10 Pro conseguirá oferecer Realidade Aumentada sem que para isso puxe demais pelo processador.

Android Oreo já instalado no Huawei Mate 10 Pro

O Huawei Mate 10 Pro chega-nos com o Android Oreo já de fábrica. A nova EMUI 8.0 é também mais capaz do que o software anterior. No decurso dos próximos meses chegará também aos restantes Huawei.

A Emotion UI ou EMUI 8 conseguirá cuidar mais da tua autonomia e dar um boost à performance. É esperado que o picture-in-picture e outras características do Android Oreo estejam presentes neste EMUI 8.

É de realçar que a EMUI 8 neste Huawei Mate 10 Pro conseguirá ter a possibilidade de se ligar a um monitor e comportar-se como um desktop (Easy projection). Já viste isto na Samsung com a DeX, contudo, este Huawei Mate 10 apenas precisa de um cabo USB-C para HDMI e enquanto ligado ao monitor, poderás continuar a utilizar o smartphone como se nada fosse. Perfeito para hotéis. Ligas o cabo à TV para veres um filme e continuas a tua vida com o smartphone enquanto vês o filme.

A EMUI 8 dá-te ainda uma característica interessante nas chamadas. O "Easy Talk" fará com apenas um sussurro seja o suficiente para as pessoas te ouvirem do outro lado.

Se, por exemplo, o telefone tocar numa reunião e responderes sussurrando com o típico "já te ligo, agora não posso atender", a pessoa do outro lado ouvirá como se estivesses a falar com uma voz normal.

Extras a ter em atenção

O Huawei Mate 10 oferece uma bateria de 4000 mAh com carregamento rápido que conseguirá carregar 58% em 30 minutos. O dispositivo é também resistente a água e poeiras com a certificação IP67 e chegará em azul, cinza, dourado e castanho (Mocha Brown).

O Huawei Mate 10 Pro terá um excelente preço de 699€ 799€ (879€ em Portugal) e estará à venda nas próximas semanas na Europa. Por este preço, acredito plenamente que possa vir a ser um sucesso.

Qual a tua opinião sobre o novo Huawei Mate 10 Pro?

A Huawei é conhecida por nos dar smartphones com qualidade e a uma preço aceitável, mas tudo o que este Mate 10 Pro nos oferece não lhes ficaria mal se pedissem mais por ele! O consumidor ganha e isso é o que interessa!

Para mais informações sobre a esta marca e tudo o que é tecnologia falada em português segue a 4gnews. Acompanha-nos no Facebook, Instagram e claro, no YouTube onde terás também as nossas LiveCasts semanais.

Perante todas estas informações, qual a tua opinião sobre os novos equipamentos da marca, sobretudo o novo Huawei Mate 10 Pro?

Outros assuntos relevantes:

Android Oreo Open Beta está a caminho do OnePlus 5

eSIM – mas afinal o que é e para que serve esta nova tecnologia?

Xiaomi não te deixa desbloquear o bootloader do Mi 5X e Redmi Note 5A

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.