Burla! Apaga imediatamente esta SMS do teu smartphone

Bruno Coelho
Comentar

As burlas através de mensagens escritas não são propriamente uma novidade. Mas os burlões melhoram cada vez mais as suas técnicas, com o objetivo de tentar ludibriar utilizadores mais desatentos. Assim acontece com a mais recente SMS que anda a circular no nosso país.

Pelas redes sociais são vários utilizadores que, na última semana, se queixam de ter recebido uma mensagem claramente fraudulenta. Esta avisa o utilizador de que tem uma mensagem de voz e chega com um link no final.

A mensagem que anda a circular em Portugal é uma tentativa de burla
A mensagem que anda a circular em Portugal é uma tentativa de burla

Quando recebemos uma mensagem de voz no smartphone, basta simplesmente digitar o número da operadora designado para o efeito. Pelo que este link é imediatamente de desconfiar. Mas para onde redireciona os utilizadores?

Não cliques no link desta SMS

Este link é resultado de um ataque concertado às operadoras. Ao abri-lo no teu smartphone Android, vai pedir para instalar uma app que começa a enviar SMS ou MMS para destinos nacionais e internacionais sem o teu consentimento.

🚨🚨🚨 mensagem de voz 🚨🚨🚨Se carregares no link de uma daquelas sms que te anunciam uma mensagem de voz, serás levado para uma página como a da imagem.Se carregares no link que aparece na página, estarás a descarregar e instalar um APP no teu telefone. NÃO O FAÇAS! pic.twitter.com/33FZuKMIOk

— Denúncia Burlas 🇵🇹❤️‍🩹 (@DenunciaBurlas) 28 de abril de 2022

Como é óbvio, isto só vai acontecer se tiveres a instalação de aplicações de fora da Google Play Store ativada. E uma vez que no iPhone não é permitido instalar aplicações de fora da loja oficial da Apple, não deves correr perigo.

O conselho, em qualquer dos casos, é que apagues a SMS e bloqueies e denuncies o número. Esta enquadra-se no conceito de "smishing", onde o utilizador recebe mensagens de texto fraudulentas, ao invés de emails (phishing).

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.