Apple headset AR/VR: tudo o que sabemos sobre o novo equipamento que chega em junho de 2023

Mónica Marques
Comentar

Depois de alguns atrasos e muitos rumores, todos os especialistas do mercado acreditam que será em junho deste ano que a Apple vai revelar finalmente o seu headset AR/VR.

A antecipar o lançamento de uma das grandes inovações da empresa, o conhecido jornalista Mark Gurman deu-nos uma visão mais pormenorizada sobre o que aí vem. Assim será o o primeiro headset AR/VR da Apple.

Apple quer trazer algo de novo com o seu primeiro headset AR/VR

Apple headset AR/VR
A Apple pode lançar em junho deste ano o seu novo headset AR/VR Crédito@Pexels/Pixabay

Parece que finalmente em junho de 2023 o novo headset AR/VR da Apple vai ser apresentado oficialmente. Pelo menos, a acreditar nos especialistas do mercado que estão a avançar que o equipamento será anunciado antes do evento WWDC da empresa e que poderá logo a seguir ser colocado nas prateleiras das lojas de todo o mundo.

Apesar de ainda faltarem alguns meses, o jornalista Mark Gurman, da Bloomberg, fez uma antevisão mais pormenorizada sobre o que podemos esperar ver no novo equipamento da empresa de Cupertino.

Em primeiro lugar, de acordo com o conhecido jornalista, o principal objetivo da Apple é trazer algo de novo para o mercado. A empresa está consciente de que este será um produto de nicho e que terá uma procura inferior aos restantes equipamentos, especialmente pelo seu preço elevado que poderá ultrapassar os 3.000 dólares (cerca de 2.760 euros).

Como tal, o headset AR/VR será uma espécie de teste para a empresa avaliar o potencial de um dispositivo destes no mercado.

Segundo a mesma fonte, o “novo headset vai ter capacidade para rastrear os movimentos dos olhos e da cabeça do utilizador, além de incluir nos seus recursos videoconferência e salas de reunião, assentes no FaceTime”.

Mark Gurman afirma que um dos principais atributos deste headset será a visualização imersiva de vídeos. Outra das suas funcionalidades será atuar com um ecrã externo quando estiver conectado a um iPad ou a um iPhone. Consequentemente, o headset terá também capacidade para replicar funções tanto do smartphone como do tablet.

Funcionamento do headsetAR/VR Reality Pro

Ainda que não haja certezas sobre o nome que irá adotar, a maior parte dos especialistas trata já o headset por Reality Pro e afirma que esta poderá ser uma forma de a Apple diversificar a sua fonte de receitas e reduzir a dependência das vendas do iPhone.

No entanto, é ainda cedo para avaliar se este é o caminho certo, visto que o Reality Pro será um produto de nicho com um preço só acessível a algumas carteiras.

Quando ao seu modo de funcionamento, o novo headset vai contar com um connunto de sensores. Entre estes, alguns vão rastrear o movimento das mãos do utilizador enquanto outros vão seguir os movimentos dos olhos.

De acordo com Mark Gurman, basta o utilizador beliscar os dedos para dar início a algumas tarefas. E esta será uma inovação, visto que geralmente este tipo de equipamento está dependente de controladores manuais.

Tal como o nome indica, o novo headset vai contar com suporte para Realidade Virtual e Realidade Aumentada, sendo que esta última será possível graças a um conjunto de câmaras. Por último, os utilizadores vão poder alternar entre estes dois tipos de realidade através de uma coroa digital, semelhante à da série Apple Watch.

De acordo com Mark Gurman, o Reality Pro vai transformar “realisticamente o rosto e o corpo inteiro do utilizador em Realidade Virtual”. Tal significa que dois utilizadores do headset vão conseguir comunicar virtualmente, via FaceTime, como se estivessem na presença física um dos outro.

Por fim, o Reality Pro vai executar um novo sistema operativo, designado por xrOS, que será semelhante ao iOS do iPhone. A alimentar o dispositivo estará o processador M2 e a bateria deverá ter autonomia para cerca de duas horas.

E estas são as informações divulgadas por Mark Gurman, uma habitual fonte da Apple confiável. Ainda assim, falta algum tempo até junho e, entretanto, a Apple poderá fazer alterações tanto no equipamento, como na sua possível data de lançamento.

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira. Email:monicamarques@4gnews.pt