YouTube está pejado de 'esquemas' com Bitcoin e outras criptomoedas

Rui Bacelar
Comentar

O mercado das criptomoedas e criptoativos atravessa um período turbulento. Perante a instabilidade das taxas, os atacantes que se dedicam à moeda digital voltaram-se para novas formas de enganar as suas vítimas, agora através da plataforma YouTube.

O alerta foi dado recentemente pela equipa da Kaspersky que expôs os contornos do novo engodo (e não são os cursos). Estes peritos alertam para esquema invulgar em que os comentários de YouTube são utilizados para promover serviços cripto falsos.

Turbulência no mercado das criptomoedas gera nova onda de engodos no YouTube

O objetivo é captar a atenção de quem procura criptomoeda a baixos preços com comentários de YouTube. Com efeito, estes "iscos" são deixados em vídeos muito populares. Todavia, a verdade é que se tratam de esquemas fraudulentos envolvendo criptomoedas.

Os atacantes escolhem vídeos da lista de tendências do YouTube e deixam comentários promovendo falsas oportunidades no mercado cripto. Para além disso, com o intuito de tornar a sua mensagem mais visível e credível, falsificam estatísticas nos comentários. Aliás, em muitos casos colocam respostas de bot para amplificar o comentário inicial.

YouTube
Bots são usados para responder ao comentário sobre o golpe

Desse modo, o comentário encoraja os utilizadores a visitar o canal de YouTube do autor e a ver um vídeo que fornece instruções sobre como beneficiar de um suposto bug na taxa de câmbio. Porém, os utilizadores podem não reparar que este vídeo é o único publicado no canal, um dos primeiros sinais de alerta.

Comentários são usados para deixar o "isco" para os esquemas com criptomoedas

YouTube
Um exemplo de um canal anunciado que contém apenas um vídeo com alegadas instruções

O vídeo é definitivamente falso e fabricado com o intuito de enganar o visualizador. Em particular, as edições nas filas das taxas de câmbio são visíveis a olho nu, e os comentários são recheados de reações exageradas.

Plataformas de exchange como a Binance são alvos favoritos

O pior de tudo? O Link sob o vídeo leva a um permutador fraudulento, começando aí a verdadeira ameaça para a nossa segurança.

YouTube
Exemplo de vídeo fraudulento detetado pela Kaspersky.

É logo em seguida, quando um utilizador chega à webpage presente na descrição, que este perceberá ser bastante fácil trocar Bitcoin. Porém, a verdade é que se o utilizar, nunca mais verá este dinheiro, pois o serviço é falso.

YouTube
Alguns dos comentários deixados no vídeo falso.

Em suma, não se deixem enganar pela nova vaga de esquemas a serem divulgados através do YouTube. Em particular através da caixa de comentários aos vídeos mais populares na plataforma como meio para chegar ao maior público possível.

3 dicas para evitar fraudes, poupar dinheiro e manter os dados pessoais privados

1. Verifiquem qualquer ligação antes de clicar. Passem o cursor sobre ela para visualizar o URL e procurar erros de ortografia ou outras irregularidades. Também é boa prática introduzir apenas um nome de utilizador e uma palavra-passe através de uma ligação segura. Procurem o prefixo HTTPS antes do URL do site, indicando que a ligação ao site é segura

2. Por vezes, e-mails e websites falsos assemelham-se aos verdadeiros. Depende de quão bem os criminosos fizeram o “trabalho de casa”. Em particular, as hiperligações serão, muito provavelmente, incorretas – com erros ortográficos. Contudo, os links também podem ser disfarçados para parecerem links válidos e redirecioná-los para uma página diferente, fazendo-se passar pelo site legítimo.

3. Para proteger os nossos dados e finanças, é uma boa prática certificar-se de que a página de checkout e pagamento online é segura. Saberemos que é se o URL da página web começar com HTTPS em vez do habitual HTTP. Mais concretamente, um ícone de um cadeado também aparecerá tipicamente ao lado do URL e a barra de endereço em alguns browsers será verde. Se não tivermos estas características, não prossigam.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. Ocupa-se com as novidades de tecnologia na 4gnews. Email: ruifbacelar@gmail.com