Ao efetuar uma compra através dos links deste artigo, o 4gnews pode ganhar uma comissão. Conheça o nosso processo de seleção de produtos.

Xiaomi Watch S1 Active Review: muito mais que um smartwatch para desporto

Bruno Coelho

A mais recente linha de relógios inteligentes da Xiaomi é o grande intento da marca, a solo, em afirmar-se neste segmento. Tanto o Watch S1 como o S1 Active trazem várias melhorias face à primeira geração, e são agora vestíveis que devemos encarar com seriedade.

Ao longo das últimas duas semanas tive oportunidade de testar o Xiaomi Watch S1 Active. Este é o modelo mais vocacionado para utilização desportiva desta linha e pode ser adquirido na Xiaomi Store com um preço recomendado de 199,99 € (em promoção até 27 de julho por 179,99 €). Será que vale o preço? Vem descobrir neste artigo.

Xiaomi Watch S1 Active

Unboxing e primeiras impressões

Assim que tiramos o Watch S1 Active da caixa, sabemos que não estamos perante um produto entre os mais baratos. Há algum cuidado no embalamento, aspeto da caixa, e principalmente no design e construção do produto.

Este apresenta-se com um ecrã plano circular, e facilmente associamos o seu aspeto a um look mais desportivo. A acompanhá-lo chega o carregador magnético com saída USB-A que terás de usar para o recarregar.

Xiaomi Watch S1 Active

Design desportivo não envergonha em qualquer situação

Como já realcei, o Watch S1 Active tem um design desportivo apoiado numa moldura metálica e zonas circundantes em plástico. Contudo, se lhe colocares uma bracelete mais clássica não te vai deixar ficar mal numa reunião de negócios.

Podes contar com um ecrã AMOLED e 1,43 polegadas com resolução de 326 pixeis por polegadas, um máximo de 450 nits e taxa de atualização de 60 Hz. A isto junta-se um peso de 36,3 gramas que não o torna inconveniente de usar, mesmo para alguém com um pulso fino (como é o meu caso).

Umas palavras para a bracelete em silicone que acompanha o relógio. Esta é uma bracelete em silicone que se revela bastante maleável, e com bastantes buracos para se adequar ao teu pulso, mas também para permitir passagem de ar.

Xiaomi Watch S1 Active

Nas laterais encontras dois botões. O superior é o botão Home que te serve para ligares o relógio, mas também para ativares a Alexa ou entrares no menu de “aplicações”. O botão inferior é o Sport e permite que acedas à lista de modalidades, ou então podes personalizá-lo na app Mi Fitness para a tua modalidade desportiva predileta.

Dois pormenores importantes a destacar sobre o ecrã e que aprecio ter num smartwatch deste preço. Desde logo a presença da funcionalidade de ecrã sempre ligado, mas também o sensor de luz ambiente que adapta o brilho do ecrã tendo em conta o exterior.

Atender e realizar chamadas no Xiaomi Watch S1 Active

Uma das características mais pedidas nos wearables pode ser encontrada no Watch S1 Active. Graças ao microfone integrado, este permite realizar e atender chamadas no próprio relógio, caso o smartphone esteja por perto.

Xiaomi Watch S1 Active

Este mesmo microfone permite interagir com a assistente virtual Amazon Alexa, mas esta é uma funcionalidade dependente da região onde te encontras. O mesmo se passa com a funcionalidade de NFC, cujos pagamentos ainda carecem de parcerias com bancos e cartões para funcionarem em Portugal.

Ainda no campo da conetividade, o Watch S1 Active chega-nos às mãos bem apetrechado. Além de Bluetooth 5.2 para se ligar ao teu smartphone, tem também Wi-Fi e GPS dual-band que prometem tornar a sua localização mais fidedigna.

Aplicações de terceiros já são uma realidade

O Xiaomi Watch S1 Active não chega com WearOS, mas sim com sistema operativo próprio da marca. Ainda assim, este modelo já permite instalar aplicações de terceiros (apenas no Android, para já).

À data de escrita, são cinco as aplicações disponíveis e que podes ver abaixo. Temos um jogo, uma calculadora, uma app para streaming de rádio, uma app de notas e um assistente de viagens de avião. Para algumas destas funcionarem, também têm de estar instaladas no smartphone.

Xiaomi Watch S1 Active

Um verdadeiro companheiro desportivo

Como referi anteriormente, este é um produto muito vocacionado para desporto. Usei-o como mais um smartwatch, mas para quem faz desporto pode ser uma opção a ter em conta. Conta com 117 modos de fitness, 19 deles profissionais.

Outro pormenor importante é que consegue detetar automaticamente sessões de treino. Imaginemos que estás a fazer uma corrida ou caminhada ao ar livre. Ao fim de algum tempo, este deteta e questiona se queres iniciar uma sessão de treino.

Com geoposicionamente de banda dupla, posso dizer-te que nunca tive problemas em iniciar os meus passeios de bicicleta recorrendo ao GPS embutido. E tendo em conta que sou um desportista mais casual, não senti grandes diferenças face a outros modelos testados.

Xiaomi Watch S1 Active

Nunca falhou nas medições, estas pareceram-me relativamente fidedignas, tendo em conta que é um percurso de 18 km de bicicleta que costumo fazer regularmente. O facto de ter um botão dedicado, permitiu-me colocar esta atividade de ciclismo a ser iniciada apenas com um clique.

Um pormenor importante para quem costuma fazer natação ou mesmo correr à chuva, é que este conta com resistência à água de 5 ATM. Isto significa que o podes usar sem problemas nestas condições. Também importante é a compatibilidade com Strava e Apple Saúde.

Autonomia acima da média, mas abaixo das promessas

O Xiaomi Watch S1 Active apresenta-se com uma bateria de 470 mAh de capacidade. Mas como isso se transporta para a realidade? Segundo a Xiaomi, seria de esperar 12 dias de uso normal ou 30 horas de com GPS sempre ativo.

Na minha utilização, consegui autonomia para cerca de uma semana (7 dias), que considero mais que suficiente. Isto com treinos ocasionais, com medição dos batimentos cardíacos constante e a funcionalidade de ecrã sempre ligado ativa.

Xiaomi Watch S1 Active

Esta não é a melhor autonomia do segmento. Mas tendo em conta as funcionalidade, uma semana é perfeitamente aceitável. Quando for necessário carregar, tens na caixa um carregador magnético com saída USB-A para carregamento.

Como é usar o Xiaomi Watch S1 Active no dia a dia

O Xiaomi Watch S1 é o tipo de smartwatch que posso confiar para me despertar diariamente, já que me possibilita adaptar a vibração ao meu gosto. Desta forma deixo de ter de acordar com o barulho do smartphone para apenas acordar com uma vibração no pulso.

Imediatamente tenho acesso às horas, com a funcionalidade de ecrã sempre ligado. Com uns swipes laterais, tenho toda a informação necessária disponível. Aí posso ver os dados do sono, batimentos cardíacos ou meteorologia recorrendo aos widgets.

Se receber alguma chamada durante o dia, posso facilmente atendê-la no S1 Active sem ter de pegar no smartphone. O microfone revela-se suficiente para me ouvirem do outro lado, e o altifalante alto o suficiente para eu ouvir a outra pessoa.

Xiaomi Watch S1 Active

O número de modalidades desportivas é mais do que suficiente, e o GPS integrado funcionou sempre bem nos meus testes. Mas a fica a ideia de que poderíamos ter acesso a dados mais pormenorizados, pelo que se queres algo mais sério para desporto terás de optar por outros modelos.

Neste consegui facilmente fazer contas através da app de calculadora disponível, criar alarmes, ter acesso ao meu calendário ou até consultar a bússola. Também consegui controlar a câmara e música no smartphone, bem como usar a lanterna no período noturno com grande eficácia.

Xiaomi Watch S1 Active

Vale a pena comprar o Xiaomi Watch S1 Active?

Depende muito da tua utilização. Se queres um produto com todas as funcionalidades básicas e extras como possibilidades de fazer chamadas, chamadas de emergência e bateria para uma semana, este é o modelo indicado para ti.

No entanto, se estiveres disposto a ter uma autonomia de apenas 2 dias, o Samsung Galaxy Watch 4 custa à data de escrita 173 € na Amazon de Espanha. Um valor ligeiramente abaixo deste Watch S1 Active, e um produto com WearOS da Google e apps como o Spotify integradas.

Se queres um smartwatch com potencial e que está plenamente integrado no ecossistema da Xiaomi, este Watch S1 Active não deixa de ser uma boa opção. Principalmente se desporto é uma prioridade. Face à anterior geração, a Xiaomi dá, neste modelo, um grande salto, e mal posso esperar para ver o que a marca trará no futuro neste segmento.

Caso queiras comprar o Xiaomi Watch S1 Active, este encontra-se disponível na Xiaomi Store Portugal por 199,99 € (ou 179,99 € em promoção).

Xiaomi Watch S1 Active

Pontos fortes do do Xiaomi Watch S1 Active

  • Possibilidade de fazer e atender chamadas no próprio relógio
  • Modalidades desportivas acessíveis com um botão
  • Navegação com widgets é muito útil
  • Possibilidade de ter o ecrã sempre ligado
  • Possibilidade de instalar aplicações
  • O ecrã é de boa qualidade e vê-se bem ao sol
  • A autonomia sobressai para as funcionalidades que apresenta

Pontos fracos do Xiaomi Watch S1 Active

  • Número de aplicações externas ainda é limitado e só funcionam em Android
  • Utilização do smartwatch para pagamentos ainda não funciona em Portugal
  • Amazon Alexa com disponibilidade a variar de acordo com a região

Especificações técnicas do Xiaomi Watch S1 Active

  • Ecrã AMOLED de 1,43 polegadas
  • Moldura de metal
  • Resolução de 326 PPI
  • Luminosidade de até 450 nits
  • Bateria de 470 mAh
  • Carregamento magnético
  • Resistência à água de 5 ATM
  • Peso de 36,3 gramas
  • Sensor de frequência cardíaca PPG (incluindo SpO2)
  • Acelerómetro de 3 eixos
  • Giroscópio de 3 eixos
  • Sensor geomagnético
  • Sensor de pressão de ar
  • Sensor de luz ambiente
  • GPS, GLONASS, GALILEO, BDS, QZSS
  • Bluetooth 5.2
  • Pagamento Mastercard com NFC (dependente da região)
  • Amazon Alexa integrada (dependente da região)
  • Compatibilidade com Android 6.0 ou iOS 10.0 ou superior

Obrigado à Xiaomi Portugal pela cedência do produto para teste

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.