Xiaomi: smartphone Redmi explode inesperadamente na China

Bruno Coelho
Comentar

Os últimos dias não têm sido favoráveis a smartphones da submarca da Xiaomi, a Redmi. Tal como noticiamos ontem, a Xiaomi está a investigar a alegada morte de um ser humano, na Índia, aquando da alegada explosão de um Redmi 6A.

Agora com contornos menos graves, o Redmi Note 11T Pro de um utilizador terá explodido na China. O utilizador partilhou um vídeo e imagens do smartphone destruído na rede social Douyin, a versão chinesa do TikTok.

Vídeo no TikTok chinês revela imagens do aparelho destruído

O utilizador não revelou detalhes dos contornos desta explosão do smartphone. No entanto, é de esperar que tenha alertado a marca, e que se possa saber as razões de tal efeméride, principalmente com um equipamento tão recente.

Redmi Note 11T Pro destruído após explosão na China
Redmi Note 11T Pro destruído após explosão na China

Este smartphone foi lançado no final de maio na China, direcionado para a gama-média e com especificações de encher o olho. É comandado pelo processador MediaTek Dimensity 8100 e tem uma bateria de 5080 mAh, com carregamento rápido de 67 W.

É bom realçar a câmara principal de 64 MP, acompanhada por uma ultrawide de 8 MP e macro de 2 MP. A câmara principal é de 16 MP. O smartphone chega com características como altifalantes estéreo e entrada para jack 3,5 mm.

Redmi Note 11T Pro destruído após explosão na China
Redmi Note 11T Pro destruído após explosão na China

Este tipo de situações deve sempre ser olhada com uma pitada de sal. Até a marca investigar se foi por deficiência do aparelho ou por mau uso, não devem ser retiradas conclusões precipitadas sobre o acontecimento.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.