Xiaomi quer lançar-se numa nova área de negócio dos equipamentos móveis

Mónica Marques
Comentar

A Xiaomi acaba de estabelecer um novo acordo com a empresa chinesa Tianma Microeletronics para começar a desenvolver ecrãs para equipamentos móveis.

O resultado da nova parceria pode surgir sob a forma de painéis finos com uma resolução elevada e com um baixo consumo de energia.

Xiaomi estabelece acordo para começar a produzir ecrãs OLED flexíveis

Ecrã flexivel generalista
A Tianma Microelectronics anunciou o acordo que estabeleceu com a Xiaomi para desenvolvimento de ecrãs flexíveis

A conhecida fabricante chinesa de ecrã Tianma Microelectronics acaba de anunciar que firmou um acordo com a Xiaomi para criarem novos ecrãs para equipamentos móveis. Para já, supõe-se que o foco da parceria se irá concentrar sobretudo em ecrã OLED flexíveis, direccionados para equipamentos premium.

A parceria das duas empresa prevê trabalhar diretamente em todo o processo, desde a extração da matéria-prima até a parte de refinação, de forma a otimizar as capacidades de pesquisa e desenvolvimento.

Parceria entre Xiaomi e Tianma Microelectronics pode incluir produção de outros ecrãs

Tal significa que com este acordo, a parceria poderá conseguir reduzir o tempo do ciclo de desenvolvimento de novas tecnologias, o que levará à aceleração da produção em massa de novos produtos.

Mas parece que a nova parceria tem mais objetivos em mente. O vice-presidente da Tianma Microelectronics já afirmou que o trabalho conjunto não se vai limitar ao desenvolvimento de ecrãs flexíveis. Segundo o responsável outros ecrãs serão também trabalhados, mas infelizmente o executivo não avançou mais pormenores sobre este assunto.

Renderizações do Xiaomi 12 surgem online

Renderizações Xiaomi 12
Renderização em CAD do Xiaomi 12 revelada online Crédito@OnLeaks/Zoutons

Em outras notícias relacionadas com a Xiaomi, surgiu hoje também uma nova renderização online que revela como poderá ser o flagship Xiaomi 12. A autoria da imagem, baseada em CAD, é do conhecido leaker OnLeaks e revela um design bastante comum.

Tal como é possível ver na imagem, a configuração traseira da câmara surge na forma de um pequeno retângulo que aloja três sensores e um flash LED duplo. Segundo informações reveladas anteriormente, o Xiaomi 12 contará com um sensor primário de 50 megapixéis.

Sabe-se também já que o Xiaomi 12 recebeu certificação para suporte de carregamento rápido de 67 watts, sendo que é esperado que integre uma bateria de 4500 mAh. Por sua vez, a versão 12 Pro vai já estar equipada com uma bateria de 5000 mAh com suporte para carregamento rápido de 100 watts.

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira.