Xiaomi-Redmi-Note-3-5

Depois do desaire da Qualcomm o ano passado com o sobreaquecimento do processador Snapdragon 810, só as empresas com os seus próprios processadores se safaram bem! A Samsung lançou os modelos flagship Galaxy S6 e S6 Edge com processadores Exynos exclusivamente, a Huawei com os Kirin e o potente Kirin 935, já para não falar na Sony e HTC que olharam para os MediaTek com outros olhos.

Mas se o desaire da Qualcomm ensinou algo às empresas é que não podem depender assim tanto de terceiras para ter smartphones topos de gama e, segundo um novo rumor, a ZTE, Lenovo e mesmo Xiaomi têm estado a trabalhar de forma a desenvolver os seus próprios processadores.

   

Huawei-Mate-8-official-images-11

tínhamos aqui falado da compra da Xiaomi à Leadcore uma empresa de processadores o que nos levou a pensar que estaria iminente uma possível independência, hoje a DigiTimes afirma que a ZTE recebeu um fundo do governo Chinês de 78 milhões que dará aquele boost necessário para começar um novo negócio.

Fazer um processador tem que se lhe diga e lembremo-nos o quanto a Samsung e Huawei foram criticadas quando lançaram os seus chips. Mas com estudo e evolução, são hoje os topos de mercado nas Benchmark AnTuTu.

Ter novos processadores das marcas só ajudaria numa melhor performance e atualizações mais rápidas. Por isso, venham eles que cá estaremos para testar!

Talvez queiras ver:

😉