Xiaomi 12S Ultra deixa a desejar bastante em teste de áudio

Bruno Coelho
Comentar

O Xiaomi 12S Ultra é o mais recente smartphone topo de gama da Xiaomi. Este foi lançado no início do verão, apenas na China, e é o primeiro da marca com um sensor de 1 polegada e lentes Leica. Mas nem tudo são rosas.

Isto porque o smartphone passou nos últimos dias no teste de áudio da DxOMark. E tendo em conta os padrões a que a Xiaomi nos habituou noutros equipamentos, pode dizer-se que o Xiaomi 12S Ultra envergonha.

Xiaomi 12S Ultra consegue apenas 129 pontos no ranking global de áudio da DxOMark

Alcançou uma pontuação de 129 pontos, que o coloca no ranking global de áudio em 28.º lugar. Fica atrás de equipamentos bem antigos como o iPhone XS Max ou o Google Pixel 6. E bem longe do primeiro classificado Black Shark 5 Pro (161 pontos), da divisão gaming da própria Xiaomi.

Pontuação do Xiaomi 12S Ultra no ranking de áudio da DxOMark
Pontuação do Xiaomi 12S Ultra no ranking de áudio da DxOMark

Pontos fortes de reprodução de áudio no Xiaomi 12S Ultra

  • Dinâmicas impactantes apesar de menor precisão
  • Bom desempenho espacial em geral
  • Extensão e graves agradáveis de alta qualidade
  • Quase nenhum artefacto

Pontos fracos de reprodução de áudio no Xiaomi 12S Ultra

  • O timbre é muito inconsistente e ainda pior em casos de filmes e jogos
  • Som muito agressivo no caso de uso de jogos no volume máximo, bem como equilíbrio tonal decepcionante
  • O som estéreo não é preciso, apesar dos bons resultados gerais

Pontos fortes de gravação de áudio no Xiaomi 12S Ultra

  • Ótimo timbre, com equilíbrio tonal natural e agradável
  • Muito boa interpretação espacial e dinâmica em geral
  • Ótimo desempenho com ruído do vento

Pontos fracos de gravação de áudio no Xiaomi 12S Ultra

  • Muita compressão e distorção geral
  • Resultados decepcionantes de zoom de áudio

O Xiaomi 12S Ultra revela-se “mediano” na sua classe no que ao áudio diz respeito. Mostra-se mais capaz para reprodução de música, e menos talhado para jogos ou filmes. Na gravação safa-se melhor em vários cenários, embora exista demasiada compressão e distorção.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Colabora com a 4gnews desde 2017, e faz parte da redação desde 2019. Come especificações ao pequeno-almoço. brunocoelho@4gnews.pt