Home Android

Telemóveis antichoque: 12 modelos “todo o terreno” que resistem a (quase) tudo!

Se tens um dia a dia atribulado tanto no trabalho como em lazer, é certo que já ponderaste a compra de um smartphone robusto, mais resistente que os demais. Estamos a falar dos vulgos telemóveis antichoque, preparados para aguentarem quedas, impactos, areia, pó, vibrações, temperaturas extremas e água.

Estes terminais apresentam vários atributos de design e construção para se autoapelidarem de resistentes, sendo a companhia perfeita nas mais perigosas aventuras e desportos ao livre. Mais: devido às funcionalidades adicionais que alguns modelos integram – câmara térmica e sensor para medição da qualidade do ar, por exemplo –, podem também assumir-se como boas ferramentas de trabalho.

Mas o que dá afinal resistência extra ao smartphone? A selagem perante submersão em água garantida pela certificação IP68 (ou equivalente), bem como a robustez Corning Gorilla Glass 4 ou 5 no ecrã e a aprovação em testes militares de queda e impacto, entre outros “argumentos”. Confere aqui as mais recentes no segmento dos smartphones “todo o terreno”.

Cat S61

  • Ecrã: 5,2 polegadas (1.920 x 1.080 px)
  • Câmara principal: 16 MP
  • Câmara frontal: 8 MP
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 630
  • Memória RAM: 4 GB
  • Armazenamento: 64 GB
  • Bateria: 4.500 mAh
  • Sistema operativo: Android 8.1
  • Preço: desde 949 euros

Começamos pelo modelo mais caro e mais “fora da caixa”, no fundo. Porquê? Acima de tudo, porque as funcionalidades extra transformam o Cat S61 numa ferramenta de trabalho que pode ser fundamental nalguns sectores da indústria e construção.

A câmara térmica FLIR: Lepton consegue agora medir temperaturas entre -20 e 400 graus (com o apoio da app MyFLIR), está presente medição a laser até 8 metros (área e distância) e podemos até medir a qualidade do ar e a humidade!

Contudo, para quem ponderar o S61 para momentos de lazer há ainda a resistência perante quedas de até 1,8 metros, o ecrã com Corning Gorilla Glass 5 e o IP68 que garante mergulhos de até três metros durante um máximo de uma hora.

Crosscall Trekker-X4

  • Ecrã: 5,5 polegadas (1.920 x 1.080 px)
  • Câmara principal: 12 MP
  • Câmara frontal: 8 MP
  • Processador: Qualcomm Snapdragon SD660
  • Memória RAM: 4 GB
  • Armazenamento: 64 GB
  • Bateria: 4.400 mAh
  • Sistema operativo: Android 8.1
  • Preço: desde 699 euros

Aqui está um terminal que não foi pensado apenas para os acidentes, mas sim para um uso extremo na água ou a praticar desporto! O novíssimo Trekker-X4 da Crosscall foi apresentado no início deste mês e, além do IP68 para ir até dois metros durante uma hora (e da certificação MIL STD 810 G para aguentar quedas de até dois metros), o destaque é outro: as funcionalidades adicionais da câmara, que “abre” em ângulos de captação ajustáveis (88, 110, 140 ou 170 graus) e inclui modo slow motion e estabilização.

Land Rover Explore

  • Ecrã: 5 polegadas (1.920 x 1.080 px)
  • Câmara principal: 16 MP
  • Câmara frontal: 8 MP
  • Processador: Helio X27 MTK6797X
  • Memória RAM: 4 GB
  • Armazenamento: 64 GB
  • Bateria: 4.000 mAh
  • Sistema operativo: Android 7.0
  • Preço: desde 649 euros

Em termos de hardware, este Land Rover Explore acaba por não conseguir justificar o preço quando comparado com muitas opções que se seguem, mais bem equipadas.

A tentativa de fazer a diferença está, no entanto, em dois pontos: na dupla composta pela lanterna SOS e pela luz tipo visão noturna; e no Adventure Pack, que é basicamente um acessório que encaixamos na estrutura do smartphone para acrescentar 4,370 mAh de bateria e uma antena GPS dedicada. Com certificação IP68 e standard militar MIL-SPEC 810G.

Vernee V2 Pro

  • Ecrã: 5,99 polegadas (2.160 x 1.080 px)
  • Câmara principal: Dual 16 + 5 MP
  • Câmara frontal: Dual 8 + 5 MP
  • Processador: Helio P23 MediaTek 6763
  • Memória RAM: 6 GB
  • Armazenamento: 64 GB
  • Bateria: 6.200 mAh
  • Sistema operativo: Android 8.1
  • Preço: desde 290 euros

Este Vernee V2 Pro não é o smartphone com mais autonomia neste conjunto de sugestões apenas porque o Poptel P9000 Max inclui uma unidade de 9.000 mAh!

E quase parece um terminal Android “normal”, pois o design assemelha-se a uma estrutura tipo candybar convencional protegida por uma capa à base de borracha. Mas contamos aqui com certificação IP68, suporte OTG e uma combinação interessante de 6 GB de memória RAM, ecrã Full HD+ e câmara principal dual. Já escrevemos sobre ele antes aqui pelo 4gnews.

Doogee S60

  • Ecrã: 5,2 polegadas (1.920 x 1.080 px)
  • Câmara principal: 21 MP
  • Câmara frontal: 8 MP
  • Processador: Helio P25 MTK6757
  • Memória RAM: 6 GB
  • Armazenamento: 64 GB
  • Bateria: 5.580 mAh
  • Sistema operativo: Android 7.0
  • Preço: desde 239 euros

Um design claramente “todo o terreno”, com estrutura em alumínio, e uma bateria bastante competente, à partida, distinguem-se na versão “normal” do Doogee S60 (a versão Lite também figura neste grupo).

E ainda o suporte OTG, a compatibilidade com carregamento sem fios, a inevitável certificação IP68, os 6 GB de memória RAM e o sensor de impressões digitais, entre outras especificações.

Oukitel WP5000

  • Ecrã: 5,7 polegadas (1.440 x 720 px)
  • Câmara principal: Dual 16 + 5 MP
  • Câmara frontal: 8 MP
  • Processador: Helio P25 MTK6757
  • Memória RAM: 6 GB
  • Armazenamento: 64 GB
  • Bateria: 5.200 mAh
  • Sistema operativo: Android 7.1
  • Preço: desde 214 euros

Também já outrora falámos do Oukitel WP5000 por aqui, sendo que está presente todo o conjunto de atributos que mais caracterizam os smartphones robustos: design e corpo “todo o terreno”, bateria de 5.200 mAh e IP68 para garantir resistência perante água, pó, areia e impactos.

Os 6 GB de memória RAM são um ponto positivo, mas é pena que o ecrã de 5,7 polegadas se fique pela resolução HD.

Poptel P9000 Max

  • Ecrã: 5,5 polegadas (1.920 x 1.080 px)
  • Câmara principal: 13 MP
  • Câmara frontal: 8 MP
  • Processador: MediaTek 6750
  • Memória RAM: 4 GB
  • Armazenamento: 64 GB
  • Bateria: 9.000 mAh
  • Sistema operativo: Android 7.0
  • Preço: desde 179 euros

Aqui está então o Poptel P9000 Max, com a referida bateria de 9.000 mAh (com suporte OTG) que alimenta até uma lanterna composta por quatro luzes LED de alta capacidade que está embutida na estrutura reforçada do smartphone.

Enquanto telemóvel robusto, este modelo está dentro das expetativas, contudo: inclui certificação IP68 e obedece aos standards militares MIL-SPEC 810G.

Ulefone Armor 5

  • Ecrã: 5,85 polegadas (1.512 x 720 px)
  • Câmara principal: Dual 13 + 5 MP
  • Câmara frontal: 8 MP
  • Processador: Helio P23 MediaTek 6763
  • Memória RAM: 4 GB
  • Armazenamento: 64 GB
  • Bateria: 5.000 mAh
  • Sistema operativo: Android 8.1
  • Preço: desde 159 euros

Já estamos entre os modelos com preço bem abaixo dos 200 euros, algo que até há relativamente pouco tempo era impossível encontrar neste segmento dos telemóveis rugged.

E este Armor 5 não inclui funcionalidades que o destaquem face à concorrência, de certa forma, com bateria de 5.000 mAh e a certificação IP68 “da praxe”. Com sensor de impressões digitais, reconhecimento facial e suporte OTG.

Elephone Soldier

  • Ecrã: 5,5 polegadas (2.560 x 1.440 px)
  • Câmara principal: 21 MP
  • Câmara frontal: 16 MP
  • Processador: Helio X25 MTK6797T
  • Memória RAM: 4 GB
  • Armazenamento: 64 GB
  • Bateria: 5.000 mAh
  • Sistema operativo: Android 8.0
  • Preço: desde 159 euros

Enquanto smartphone robusto, a qualidade/preço compensa, pois além da certificação IP68 (até 1,5 metros de profundidade durante um máximo de 30 minutos) conta com um design colorido e com arestas revestidas a borracha.

O Elephone Soldier, outro terminal que já por algumas vezes mencionámos aqui no 4gnews, apresenta ainda outros bons “argumentos” tendo em conta o preço pouco acima dos 150 euros, nomeadamente a bateria de 5.000 mAh e o ecrã Full HD+ de 5,5 polegadas. A versão com 128 GB encontra-se a partir de 209 euros.

Doogee S60 Lite

  • Ecrã: 5,2 polegadas (1.920 x 1.080 px)
  • Câmara principal: 16 MP
  • Câmara frontal: 8 MP
  • Processador: MediaTek 6750T
  • Memória RAM: 4 GB
  • Armazenamento: 32 GB
  • Bateria: 5.580 mAh
  • Sistema operativo: Android 7.0
  • Preço: desde 154 euros

Por pouco mais de 150 euros começamos a encontrar neste tipo de telemóveis robustos baterias com capacidades acima dos 5.000 mAh, como é o caso deste Doogee S60 Lite (a versão “normal” está mais atrás).

Inclui sensor de impressões digitais, suporte OTG, partes da estrutura em alumínio e a certificação IP68 traz o habitual nestas situações: capacidade para resistir a impactos e para ir à água durante 30 minutos até 1,5 metros de profundidade.

Hisense Rock C30

  • Ecrã: 5,2 polegadas (1.920 x 1.080 px)
  • Câmara principal: 16 MP
  • Câmara frontal: 5 MP
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 430
  • Memória RAM: 3 GB
  • Armazenamento: 32 GB
  • Bateria: 3.000 mAh
  • Sistema operativo: Android 7.0
  • Preço: desde 139 euros

Por obedecer à norma IP68, este C30 da Hisense pode estar debaixo de água durante meia hora, até 1,5 metros de profundidade. É também resistente ao pó e areia, conta com vidro Corning Gorilla Glass 4 no ecrã e toda a construção é pensada para aguentar quedas – o contorno principal do corpo do smartphone é em aço e borracha.

Zoji Z33

  • Ecrã: 5,85 polegadas (1.512 x 720 px)
  • Câmara principal: 16 + 2 MP
  • Câmara frontal: 13 MP
  • Processador: MediaTek 6739
  • Memória RAM: 3 GB
  • Armazenamento: 32 GB
  • Bateria: 4.600 mAh
  • Sistema operativo: Android 8.1
  • Preço: desde 119 euros

E o terminal “todo o terreno” mais barato deste lote de sugestões é o Z33, um dos vários smartphones do género que a Zoji tem no seu portfólio. Já escrevemos várias vezes sobre estes telemóveis robustos, aliás.

Tal como praticamente todos os modelos acima, o sistema de carga rápida é uma das características a ter em conta, ainda para mais neste patamar de preço, bem como o sistema de reconhecimento facial. Quando à faceta robusta, é a certificação IP68 que mais ordena: resistência perante pó, areia, impactos e água até 1,5 metros durante meia hora.

Resistem mesmo a tudo? A resposta é não…

Por fim, recordamos que os smartphones robustos e “todo o terreno” não resistem a tudo, efetivamente. Apesar de apresentarem design e construção reforçados, como podes ver nos modelos que sugerimos acima, estes telemóveis não são dispositivos “blindados” a 100% e, como qualquer outro equipamento tecnológico, podem danificar-se permanentemente.

O objetivo é ter um telemóvel que se mantenha intacto e com funcionamento normal quando é deixado cair ao chão ou à água acidentalmente, e não sujeitar o equipamento a situações adversas de forma constante e contínua. Isto apesar de alguns terminais serem efetivamente destinados a esse tipo de uso mais extremo.

Sugerimos que verifiques com atenção as certificações e características indicadas por cada marca e que pautes a tua utilização do smartphone pelo cuidado, mesmo sabendo que se trata de um segmento mais resistente que a média dos telemóveis de qualquer gama. Fica a recomendação.

Editores 4gnews recomendam:

Os 10 melhores telemóveis chineses a ter em atenção em 2018

Guia essencial para seguir encomendas: sites, apps e dicas

Especialista em gadgets desportivos, a criar conteúdos desde 2003 e a tentar "absorver" cada vez mais conhecimento todos os dias! Nos tempos livres, o sol e a família têm de ser sempre companhias presentes, de preferência junto à água. E o lema é estar sempre em movimento, não fosse esta também uma forte tendência da indústria dos smartphones, dos gadgets e do mundo tecnológico em geral.