Samsung recebe multa milionária por causa da resistência à água nos smartphones

Carlos Oliveira
Comentar

Atualmente, existem vários smartphones no mercado com a benesse de uma certificação IP, sobretudo nos topos de gama da Samsung. Este selo passa a imagem de que os produtos podem sobreviver na água, porém, nem sempre a mensagem é bem interpretada pelos utilizadores.

A Samsung foi apanhada num desses casos de desinformação e acabou por perder a causa em tribunal. O resultado foi uma multa de 14 milhões de dólares australianos, cerca de 9,1 milhões de euros.

Samsung condenada por enganar utilizadores sobre a resistência à água dos seus smartphones

O caso deu-se na Austrália e teve como mote o descontentamento de vários utilizadores relativamente à resistência à água dos seus smartphones Galaxy. Estes alegaram que a Samsung prestou informação errada sobre os produtos vendidos.

Samsung

Como já deves ter percebido, o tribunal australiano considerou a Samsung culpada por marketing enganoso e condenou-a a uma avultada multa. Uma forte penalização para a empresa perceber a diferença entre resistente à água e à prova de água.

Em causa está uma campanha publicitária desenvolvida pela Samsung, na Austrália, entre março de 2016 e outubro de 208. Foram nove anúncios em que modelos como o Galaxy S7 / S7 Edge, Galaxy S8, Galaxy Note 8 ou Galaxy A5 (2017) foram promovidos como sendo adequados para uso em piscinas ou água salgada.

Fazendo fé na publicidade da Samsung, vários utilizadores expuseram os seus smartphones a estas condições para que, mais tarde, ficassem com um produto avariado. Um descontentamento gerado certamente pela recusa da marca na ativação da garantia.

Perante este acontecimento, importa relembrar que a certificação IP68 permite que um produto seja submerso até 1,5 metros de profundidade durante 30 minutos. Contudo, isto só se aplicada em água natural.

Em piscinas ou água salgada este líquido conta com outros elementos não naturais que promovem corrosão. Caso o utilizador coloque o seu smartphone à carga ainda molhado, há um elevado risco de haver danos na porta de carregamento do produto.

Esta não é a primeira vez que se fala em disputas legais sobre as certificações IP nos smartphones. Muitos acreditam que esse selo garante que a água não irá causar problemas ao seu produto, mas quando isso acontece as marcas arranjam lacunas legais que lhes permitam fugir à ativação da garantia.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.