Realme promete lojas físicas e maior qualidade dos smartphones e gadgets na Europa

Rui Bacelar
Comentar

A Realme celebra em 2022 o seu quarto aniversário. A fabricante, nascida em 2018 pela mão da OPPO como nova empresa focada na relação qualidade / preço e como grande rival da Xiaomi, usufruiu de sucesso quase imediato em mercados como a Índia.

Entretanto, a Realme tornou-se na 6.ª maior fabricante mundial de smartphones, logo atrás da Xiaomi, OPPO e Vivo. Mais recentemente, o seu homem forte, Madhav Sheth (Realme VP and Head of Realme International) deu a conhecer os planos da empresa para o nosso mercado, ou seja, para a Europa.

Europa será o próximo bastião dos smartphones Realme

REalme

O executivo da Realme, durante uma entrevista à publicação GSMArena, revelou os seus planos da empresa, bem como a planeada expansão na Europa.

Assim, em primeiro lugar teremos o sucessor do smartphone Realme GT 2 Master Edition, o primeiro equipamento da marca a estrear na China com o processador Snapdragon 8 Plus Gen 1 da Qualcomm.

Muito em breve, contudo, a Realme apresentará um novo smartphone da gama GT Master com o processador mais atualizado até à data, o Snapdragon 8+ Gen 1. Será o próximo flagship da empresa chinesa a chegar não só à China como também aos mercados globais e com particular ênfase na Europa.

Sheth não revelou mais detalhes sobre o próximo smartphone flagship, mas garantiu que terá um design aprimorado face ao supracitado Realme GT 2 Master Edition.

Segundo o executivo, o design será um dos pontos de venda do telefone, sobretudo quando comparado com outros dispositivos móveis equipados com o mesmo chipset da Qualcomm.

Relação qualidade / preço é a chave do sucesso da Realme

Realme GT 2 Master Edition
O smartphone Realme GT 2 Master Edition.

Em 2023 a Realme focará a sua atenção na gama GT, prometendo experiências topo de gama e desempenho ímpar para o preço dos seus equipamentos. Nesse sentido, contamos com a utilização dos melhores processadores Qualcomm Snapdragon e um demais leque de caraterísticas técnicas avançadas.

Teremos, por exemplo, padrões de carregamento rápido a superar os 100 W nos próximos smartphones Realme GT a chegar também à Europa.

Ademais, o executivo afirmou que a sua gama de topo - Realme GT Series - terá apenas uma iteração por ano, de modo a não desgastar a linha. Porém, receberão pequenas atualizações a cada seis meses.

Qualidade, não só o preço, dita o sucesso de um produto na Europa

Guess this upcoming device I shot with the microscopic lens of #realmeGT2Pro pic.twitter.com/SkqgpqqYmr

— Madhav Sheth (@MadhavSheth1) 12 de setembro de 2022

Para a Europa, apontou Sheth, os consumidores querem acima de tudo qualidade. Uma experiência de utilização sólida, desde o unboxing à utilização diária dos smartphones. Esta é a tónica para definir o mercado da Europa, a valorização da qualidade dos produtos.

Nesse sentido, a Realme apostará também em reforçar a sua presença offline, com lojas físicas dedicadas a chegar à Europa num futuro próximo.

Em simultâneo, a fabricante apostará mais em parcerias com as principais operadoras no sentido de aumentar a penetração dos seus produtos e reconhecimento da marca.

Em suma, mostrando-se ciente da vantagem em serem uma marca custo / benefício, Sheth reconheceu a importância de reforçar a qualidade geral dos seus produtos se quer singrar na Europa.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. Ocupa-se com as novidades de tecnologia na 4gnews. Email: ruifbacelar@gmail.com