Realme GT Neo3: mais novidades num smartphone que promete surpreender

Mónica Marques
Comentar

A 22 de março, a Realme vai lançar mais um smartphone que promete surpreender com novidades muito apetecíveis e úteis para todos os utilizadores.

Na sua campanha promocional para o smartphone, a marca acaba de confirmar que o novo GT Neo3 vai contar com o processador Dimensity 8100 e com carregamento rápido de 150 watts.

Realme GT Neo3 com MediaTek Dimensity 8100 aos comandos

Realme GT Neo3
Nas redes sociais, a Realme tem publicado cartazes que revelam as especificações do novo smartphone GT Neo3

Nas redes sociais, a Realme está a promover o evento no qual vai apresentar o seu smartphone GT Neo3, revelando algumas das especificações com que o terminal chegará. Agora foi a vez de desvendar o processador que estará aos comandos e o GT Neo3 chega com o novo Dimensity 8100 da MediaTek emparelhado com RAM LPDDR5 e armazenamento interno UFS 3.1.

Mas a marca foi ainda mais longe e revelou também que o novo smartphone terá um chip independente para garantir um melhor desempenho e consumo energético.

De acordo com as informações divulgadas até ao momento, sabemos também que o GT Neo3 vai estar equipado com um ecrã AMOLED de 6,7 polegadas com resolução Full HD+ que será perfurado para acomodar a câmara frontal.

Na parte ótica, vai apresentar uma configuração de câmara traseira tripla que conta com um sensor primário de 50 megapixéis, complementado por um ultrawide de oito megapixéis e um sensor macro com dos megapixéis de resolução. Na frente, estará uma câmara de 16 megapixéis para selfies e videochamadas.

Realme GT Neo3 será o primeiro smartphone com carregamento rápido de 150 watts

Realme GT Neo3
Realme GT Neo3 vai ter carregamento rápido de 150 watts

Recentemente, a Realme confirmou também que o GT Neo3 vai chegar equipado com suporte para carregamento rápido de 150 watts. Será, aliás, o primeiro smartphone a chegar ao mercado com esta característica.

De acordo com a Realme, com este suporte o terminal conseguirá carregar a bateria em 50% em apenas 5 minutos. Infelizmente, a marca não especifica o tempo para o carregamento total, mas é provável que demore 15 a 20 minutos a fazê-lo com este carregamento super rápido.

E na corrida do desta funcionalidade as marcas chinesas mantêm-se à frente, oferecendo já o suporte para carregamento rápido tanto no segmento premium como no de gama média. Será que a Apple e a Samsung, que continuam a resistir a esta tendência, podem vir a mudar de ideias e começar a apostar também nesta funcionalidade?

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira.