Realme GT 2 Pro terá design a fazer lembrar smartphone icónico

Bruno Coelho
Comentar

Há escolhas de design que, pela sua diferença, ficam marcadas na nossa memória. E o design do Nexus 6P, à data desenvolvido pela Google em colaboração com a Huawei, é um desses exemplos.

Esta segunda-feira foram reveladas as primeiras renderizações não oficiais do Realme GT 2 Pro. Este será o próximo smartphone topo de gama da fabricante chinesa, e o nome já foi confirmado pela própria. A confirmarem-se estas imagens, o design fará lembrar - e muito - o antigo Nexus 6P.

Realme GT 2 Pro com design a fazer lembrar o Huawei Nexus 6P

O equipamento apresenta-se com três câmaras traseiras dispostas na horizontal ao longo da zona superior. E a câmara principal será alegadamente de 50MP com lentes GR.

Hello #FutureSquad!Here comes your very first look at the #RealmeGT2Pro in two color options by the way of an official press render as well as some specs (display, processor and rear camera) and its starting price!On behalf of my Friends @91mobiles -> https://t.co/J7FRD6MtA4 pic.twitter.com/WubSMJHSbQ

— Steve H.McFly (@OnLeaks) 29 de novembro de 2021

As imagens reveladas por Steve Hemmerstoffer (OnLeaks) em colaboração com o 91mobiles, mostram aquilo que será uma traseira em cerâmica. A moldura lateral aparenta ser em alumínio, e é reta à semelhança dos iPhone 13.

Segundo esta fonte, o smartphone vai contar com um ecrã AMOLED de 6,8” polegadas com resolução 2K e taxa de atualização de 120Hz. Este será comandado pelo processador Qualcomm Snapdragon 8 Gen1, e a acompanhar a câmara principal estará uma ultrawide de 50 MP e telefoto de 8 MP.

Renderizações não oficiais do Realme GT 2 Pro. Crédito: OnLeaks e 91mobiles
Renderizações não oficiais do Realme GT 2 Pro. Crédito: OnLeaks e 91mobiles

Ao que é referido, o smartphone custará 799 dólares na sua versão base. Isto significa que será o smartphone mais caro de sempre da Realme, e do qual só podemos esperar o melhor. Prevê-se que chegue ao mercado em fevereiro.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.