Nokia que não precisa de capa foi desmontado. Mas há um senão

Bruno Coelho
Comentar

No final do mês de julho, a Nokia lançou o aguardado XR20. O burburinho em torno deste smartphone intensificou-se após a marca admitir que o mesmo não precisaria de capa. Um acessório essencial para muitos utilizadores no seu smartphone.

O equipamento já foi desmontado num vídeo dedicado pelo canal de YouTube PBK Reviews. E embora este se mostre bastante durável, há um problema a ter em conta por quem pretenda investir no mesmo.

Um pormenor a ter em conta ao comprar o smartphone é que este recebeu a nota de 6,5 em 10 pontos na taxa de reparação. O que significa que, em certos pontos, pode ser difícil de reparar.

Substituir o ecrã do Nokia XR20 revela-se um processo complicado

Substituir o ecrã é um processo demorado. Após ser retirada a capa traseira, é necessário retirar a bateria e remover os cabos de ligação necessários antes de chegar ao componente que se pretende substituir.

Recorde-se que o Nokia XR20 é um smartphone focado em durabilidade. O seu ecrã, por exemplo, tem proteção Gorilla Glass Victus. Mas ainda assim, o ideal será este ser complementado com um vidro temperado.

A sua estrutura traseira não levanta preocupação, mostrando-se resistente não só a quedas até 1,8 metros, como à água com certificação IP68. Tem suporte para 5G, embora não seja o smartphone mais potente, já que o seu processador é o Snapdragon 480.

Foi apresentado primeiro nos Estados Unidos por 550 dólares (467 euros), justificando-se o seu valor pela robustez e longevidade de atualizações. É que a marca promete três anos de grandes atualizações e quatro de updates de segurança.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
O Nokia 3650 foi o primeiro grande mergulho no mundo tecnológico. Se o Football Manager e o cinema são dois dos seus escapes, o Macbook Pro é o melhor amigo. Escrever sobre tecnologia é o processo natural na vida de alguém que come especificações ao pequeno-almoço.