Nokia e Sony não estarão presentes na MWC 2021 em Barcelona

Carlos Oliveira
Comentar

Depois do cancelamento da edição do ano passado da Mobile World Congress, a responsável pelo evento já confirmou o seu regresso este ano. Contudo, a edição da maior feira de tecnologia móvel do mundo começa a ver a sua viabilidade ameaçada.

Tal como no ano transato, são já várias as empresas a desistir da sua participação no evento. O mais recente caso engloba marcas como a Nokia ou a Sony, mas há mais entidades a seguir o mesmo caminho.

Nokia e Sony entre as mais recentes desistências da MWC 2021

Num comunicado enviado à Light Reading, a finlandesa Nokia confirma que não irá participar fisicamente na MWC 2021, em Barcelona. Uma vez mais, a pandemia da COVID-19 é razão para esta decisão.

"Após uma análise cuidadosa, a Nokia decidiu não ter uma presença física na Mobile World Congress Barcelona 2021. A saúde dos nossos funcionários, clientes e parceiros é de extrema importância para nós."

Tal como pode ler-se no comunicado da Nokia, a empresa não planeia enviar ninguém para Barcelona este ano. No entanto, a finlandesa não descarta a sua participação num evento online, mostrando-se aberta a contactos da parte da GSMA para detalhar em que moldes poderá participar neste formato.

Em caminho idêntico segue a Sony que, segundo o que avança a CNET, também já anunciou que não irá viajar até Barcelona para este evento. Também a Oracle fez recentemente um anúncio semelhante.

Outras empresas tecnológicas já confirmaram que não participarão na MWC 2021

A declaração de intenções das três empresas acima referidas é apenas um dos exemplos do caminho que a edição de 2021 da MWC está a seguir. Recentemente, também a Ericsson, Huawei, Telefonica, Parallel Wireless e a operadora AT&T revelaram a sua desistência do evento.

Ainda sem uma posição assumida neste capítulo temos empresas como a Qualcomm, Lenovo ou LG. Estas admitiram à Light Reading ainda não terem decidido se irão participar ou não na MWC 2021.

Estes relatos são uma espécie de déjà vu do que aconteceu em 2020. A Ericsson foi uma das primeiras a anunciar a desistência da MWC 2020 e não tardou até que muitas mais lhe seguissem o exemplo. O resultado obrigou os organizadores da MWC a cancelar o evento.

A edição deste ano da Mobile World Congress, em Barcelona, está agendada para decorrer entre 28 de junho e 1 de julho. Será que o evento terá condições para se realizar?

Editores 4gnews recomendam:

  • Samsung: nova política de atualizações traz um grande senão
  • OPPO Find X3 Pro é oficial! Eis o novo Imperador de Jade
  • PlayStation 5: tecnologia anti-batota chega à consola da Sony
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.