MEO e NOS abrandaram serviço de internet para eliminar pirataria

Filipe Alves

Alegadamente a MEO e a NOS abrandaram o serviço de internet dos consumidores este fim de semana. Tudo isso para tentar (sem sucesso) eliminar a pirataria dos jogos de futebol. Nomeadamente o Sporting/Benfica.

De acordo com as informações, a MEO e NOS decidiram cortar a velocidade da internet em determinados websites como o Twitter e o Twitch de forma a evitar streamings do clássico deste passado Domingo.

MEO e NOS abrandaram serviço de internet para eliminar pirataria

Quem o reportou foi o Aberto até de Madrugada, indicando que garante não ter sido o único a não conseguir ver um vídeo que seja na plataforma do twitter. Visto que o "traffic shaping" afetou o website em si, não eram apenas os vídeos 'marotos' que não podiam ser visualizados mas todos eles.

MEO e NOS acusadas de traffic shaping para evitar a pirataria

Em síntese, isto aconteceu para todos os clientes com estas operadoras. Ou seja, estejam ou não a ver stream de pirataria, todos os clientes ficaram com a internet lenta em determinados websites.

Porém, se pensas que isto é mais uma conspiração, pensa de novo. De acordo com os comentários do artigo, foram muitos os utilizadores com MEO que sentiram esta lentidão. Pelo menos este fim de semana.

Podia falar muito sobre esta possível falta de carácter. Contudo, é cedo para tirar conclusões. Já contactamos as operadoras para confirmar ou desmentir o sucedido. Queremos chegar ao fundo da questão. Se isto for verdade, terá mesmo de ser questionado quais os deveres das operadoras face os serviços que prestam.

Em suma, ficaremos a aguardar o contacto das operadoras. Até lá, levantemos a questão às operadoras nacionais. Se for verdade, está na hora de reclamar um desconto na fatura. Pelo que vi, não pagas para ter uma velocidade limitada em determinados websites.

Editores 4gnews recomendam:

Vídeo das melhores publicidades da Super Bowl que tens de ver!

Carros elétricos mais baratos da China já olham para a Europa

Viber 10 tem tudo o que precisa para se afirmar como rival do WhatsApp

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.