Novo leitor biométrico da Qualcomm
Novo leitor biométrico da Qualcomm

Neste momento, existe uma nova tecnologia pela qual toda a comunidade tecnológica tanto anseia. A alocação de um sensor de impressões digitais por debaixo do ecrã dos smartphones. Com a apresentação do novo protótipo da Vivo, com a nova tecnologia da Qualcomm, uma nova esperança nasceu em cada um de nós.

Isto porque este novo sensor há muito que tem vindo a ser prometido. Era suposto ter aparecido no novo Samsung Galaxy S8 e no futuro Samsung Galaxy Note 8, porém, em ambos os casos, não passará para a realidade. Especula-se que a Apple possa conseguir essa mesma proeza, mas tal ainda não foi confirmado.

Vê também: OnePlus 5 – 5 razões para comprar este Smartphone

   

Com a apresentação do novo protótipo da Vivo ainda esta semana, ficou por esclarecer quando o mesmo chegará ao mercado. Aliás, segundo o novo relatório do senhor Ming-Chi Kuo, ainda não existe uma estimativa para o início da produção em massa do mesmo. Com efeito, segundo este mesmo analista, a Qualcomm ainda não tem uma data definida para a disponibilização do seu novo leitor biométrico.


Com a implementação deste novo tipo de sensor de impressões digitais, abre-se todo um novo mundo de possibilidades. Ao poder colocar este leitor biométrico debaixo do ecrã de qualquer smartphone, mais espaço físico fica livre para a colocação de outras tecnologias. Desta forma, poderemos assistir a uma massificação dos equipamentos com ecrã de margens reduzidas.

Contudo, o mundo encontra-se ainda em suspenso para quando tal acontecerá. Segundo Ming-Chi Kuo, a tecnologia desenvolvida pela Qualcomm está a melhorar, porém ainda não é perfeita. A mesma tem melhorado em questões de qualidade da digitalização, mas ainda peca em questões de rapidez e tempo de resposta.

Novo leitor biométrico da Qualcomm ainda enfrenta algumas dificuldades para poder ser utilizado em massa

Outro dos problemas que ainda assola este tipo de tecnologia tem que ver com a sua produção em massa. Tal como se encontra o novo sensor da Qualcomm atualmente, o mesmo requer um ecrã mais fino na zona de leitura e ainda a utilização de ecrãs OLED. Embora a adoção desta última tecnologia esteja em constante evolução, ainda nem todos os smartphones a utilizam.

Mais acima referi que a Apple também se encontra na mesma contenda relativamente ao seu novo sensor de impressões digitais. Todavia, tudo parece apontar para que a empresa de Cupertino esteja a desenvolver a sua própria tecnologia. Isto significa que os eventuais atrasos no desenvolvimento do novo sensor da Qualcomm não deverão afetar o lançamento do iPhone 8 com tecnologia semelhante.

Leitor biométrico no Vivo XPlay 6 | Crédito: Engadget
Leitor biométrico no Vivo XPlay 6 | Crédito: Engadget

Por fim, e a título de curiosidade, Kuo conclui ainda, nas suas últimas pesquisas, que a maior parte dos utilizadores prefere este tipo de sensores na traseira do equipamento.

Pessoalmente, já estou bastante habituado a utilizar o sensor de impressões digitais na traseira do meu smartphone. Ainda assim, consigo compreender a preferência de muitos para parte frontal do equipamento. E tu, qual é a tua localização preferida para um sensor de impressões digitais? Deixa-nos a tua opinião.

Outros assuntos relevantes:

Samsung Galaxy J3 (2017) chega finalmente à Europa

Suposto Xiaomi Riva aparece em site de Benchmark

Será proibido ter uma opinião tecnológica em 2017?

Via9to5 mac
O gosto por tecnologia foi algo que esteve sempre dentro de mim. Com o crescer do mercado dos smartphones, também o meu entusiasmo com os mesmos aumentou. Já nos tempos livres, as séries são o meu principal mata-tempo.