huawei P8 4gn
Huawei P8

A Huawei tem vindo a evoluir nos últimos tempos. Se tens a impressão que esta marca apareceu do nada devido ao forte ataque no mercado português, não te enganes, a Huawei anda neste mercado há tempo suficiente para saber onde e como atacar da forma mais correta.

Os terminais da empresa #chinaaopoder diferenciam-se de muitos no mercado porque utilizam os seus próprios processadores, tal como a Samsung e os seus processadores Exynos, a empresa chinesa utiliza os fantásticos Kirin. Os processadores Kirin têm uma qualidade acima da média e temos visto excelentes exemplos no mercado como por exemplo o Kirin 930/935, que vai no Huawei P8, ou mesmo o mais recente Kirin 950 que incorpora o Huawei Mate 8 e bate quase 90 mil pontos no AnTuTu.

Vê ainda: Huawei P9 é esperado com um modulo dual-camera

   
Huawei-Mate-8-official-images
Huawei Mate 8

Segundo novas informações, vindas de uma fonte credível, a Huawei poderá estar a criar o seu próprio Sistema Operativo com o nome de KirinOS. Este SO terá em foco a ideologia do User Interface da Huawei, mas também terá especial cuidado na fluidez, de forma a competir diretamente com a Apple e iOS.

Ainda não se sabe se este sistema Operativo terá ou não a possibilidade de ter aplicações Android, mas acredito que a Huawei não queira “falhar” como a Samsung fez com o seu Tizen que acabou por não atrair desenvolvedores suficientes.

É ainda informado neste artigo que a empresa chinesa prepara o seu próprio GPU de forma a dar a tal fluidez que falamos no SO, fazendo com que processador, sistema operativo e GPU funcionem como um só.

Para ser honesto duvido que possamos ver tal avanço no Huawei P9, que será certamente apresentado em março do próximo ano, mas ficaremos atentos às evoluções do tema.

Talvez queiras ver:

😉

ViaXiaomi Today
FonteMy drivers

Fundador do projeto 4gnews, sempre olhei para a tecnologia como um pedaço de nós. Desde cedo ligado ao mundo tecnológico, este é literalmente o meu trabalho de sonho.
Amante de vinho e apaixonado pelo meu Vit. Guimarães, acredito ainda que todas as nossas acções são o gatilho para o nosso futuro.