Huawei FreeBuds Lipstick: parece um batom, mas são os novos auriculares em Portugal

Bruno Coelho
Comentar

A Huawei já nos habituou no passado a produtos irreverentes e elegantes. E por estes dias faz chegar ao nosso mercado um novo produto premium direcionado para o público feminino: chamam-se FreeBuds Lipstick.

À primeira vista passa despercebido, como um batom. E o objetivo é mesmo esse. Na verdade, é uma versão luxuosa dos auriculares bluetooth totalmente sem fios da Huawei. Domina o preto e dourado no estojo de carregamento, e o vermelho nos auriculares.

Com um aspeto luxuoso, temos uma estrutura em aço inoxidável. Foram desenvolvidos no Aesthetics Research Centre da Huawei, em Paris. Contam com ajustamento AEM EQ, que se adapta ao teu ouvido.

Huawei FreeBuds Lipstick têm cancelamento de ruído ativo

Com auxílio da aplicação Huawei AI Life, poderás escolher entre os modos equilibrado, reforço de graves ou reforço de agudos. Graças ao microfone duplo, também prometem oferecer cancelamento de ruído de qualidade.

Segundo a Huawei, conseguem reduzir a latência para 90 milissegundos. Por isso, não terás problemas em usá-los para jogos ou ver a tua série preferida. Conseguem também gravar som até 48kHz, de alta qualidade, caso tenhas de fazer um vlog com o teu smartphone.

Huawei FreeBuds Lipstick têm autonomia total de 22 horas

Ao nível da bateria também não terás problemas. A Huawei promete autonomia de até 22 horas com o cancelamento de ruído ativo desligado (contando com o estojo de carregamento). Nos próprios auriculares, temos 4 horas de autonomia para ouvir música.

Estes Huawei FreeBuds Lipstick chegam a Portugal com um preço de 249,99 €, e figuram-se como uma ótima prenda de natal.

Editores 4gnews recomendam:

  • Xiaomi Redmi Buds 3 Pro Review: auriculares 'premium' por preço baixo
  • Sony WF-C500 Review: auriculares bons no que realmente importa
  • Sony WF-1000XM4 Review: qualidade de som e cancelamento de ruído sem par
Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.