Huawei afirma que equipamentos já lançados continuarão a receber atualizações

António Guimarães
Comentar

No dia 13 de agosto, a licença temporária que a Huawei mantinha para utilizar o Android de forma normal (mesmo sem serviços da Google), expirou. A Comissão de Comércio americana não deu qualquer indicação de renovação, ameaçando deixar os smartphones da Huawei em risco de ficar sem atualizações de segurança.

No entanto, segundo a Huawei, na sua página oficial de Twitter, não há razão para receios. Os equipamentos já lançados pela Huawei continuarão a receber as devidas atualizações de segurança e funcionalidades, indica a marca chinesa.

Seja através da Google para os smartphones com GMS ou através da própria Huawei para equipamentos com HMS, a empresa garante que os utilizadores não perderão acesso às atualizações.

A Google ainda não confirmou as afirmações da Huawei

Embora pareçam boas notícias à primeira, a Google ainda teria de confirmar se as atualizações vão continuar. A empresa já tinha dito anteriormente que caso o governo americano permita, continuará a enviar atualizações de forma normal.

Assim sendo, a "faca e o queijo" estão nas mãos do governo americano, liderado por Donald Trump. No entanto, dadas as recentes ações do governo de Trump, não parece que a vida da Huawei será faciitada, visto que a mesma está constantemente a receber restrições para os seus equipamentos, em software e hardware.

Editores 4gnews recomendam:

  • "Guerra contra a Huawei vai provocar prejuízos massivos na indústria", afirma CEO americano
  • Huawei Mate 40 Pro: módulo da câmara apanhado em imagem real!
  • Google Maps vai ficar ainda mais detalhado com a nova atualização
António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.