Huawei afirma que equipamentos já lançados continuarão a receber atualizações

António Guimarães
Comentar

No dia 13 de agosto, a licença temporária que a Huawei mantinha para utilizar o Android de forma normal (mesmo sem serviços da Google), expirou. A Comissão de Comércio americana não deu qualquer indicação de renovação, ameaçando deixar os smartphones da Huawei em risco de ficar sem atualizações de segurança.

No entanto, segundo a Huawei, na sua página oficial de Twitter, não há razão para receios. Os equipamentos já lançados pela Huawei continuarão a receber as devidas atualizações de segurança e funcionalidades, indica a marca chinesa.

Hi there, thank you for your message. There is no impact on existing devices. We will continue to share security and software updates to our devices, as we always have. If you have any questions, please let us know via DM.

— Huawei Mobile (@HuaweiMobile) 17 de agosto de 2020

Seja através da Google para os smartphones com GMS ou através da própria Huawei para equipamentos com HMS, a empresa garante que os utilizadores não perderão acesso às atualizações.

A Google ainda não confirmou as afirmações da Huawei

Embora pareçam boas notícias à primeira, a Google ainda teria de confirmar se as atualizações vão continuar. A empresa já tinha dito anteriormente que caso o governo americano permita, continuará a enviar atualizações de forma normal.

Assim sendo, a "faca e o queijo" estão nas mãos do governo americano, liderado por Donald Trump. No entanto, dadas as recentes ações do governo de Trump, não parece que a vida da Huawei será faciitada, visto que a mesma está constantemente a receber restrições para os seus equipamentos, em software e hardware.

Editores 4gnews recomendam:

António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.