How-download-speeds-improved-over-30-years-3Tráfego de dados móveis. Até há bem pouco tempo era apenas uma miragem, algo que só quem tinha demasiado saldo poderia utilizar mas muito mudou desde então.

Os primeiros telemóveis que utilizei só tinham conectividade 2G, pouco tempo depois surgiu a revolução 3G, as video-chamadas tornaram-se o prato do dia, mesmo num ecrã minúsculo e com uma resolução muito modesta. Pessoalmente não aderi às video-chamadas mas achei interessante podermos descarregar uma ou outra música e, melhor ainda, aceder ao Google via telemóvel.

   

Quando tive o primeiro Nokia com conectividade Wi-fi, fiquei delirante quando passados uns bons 30 segundos o logótipo Google e respectiva página, aparecem no meu ecrã, corria o ano de 2008 e eu tinha um Nokia N80.

Hoje em dia descarregamos GB’s sem fim, principalmente por Wi-fi, já que aqui em Portugal ainda vivemos na idade da pedra, onde míseros mb’s de dados móveis custam uma pequena fortuna.

Adiante, aqui fica uma breve história, de 1980 até ao futuro, sobre a navegação e tráfego de dados móveis.

E tu, com que frequência usas os dados móveis? És adepto da conectividade 4G ou nem por isso?

Talvez queiras ver:

Diz o que tens em mente nos comentários abaixo. E que tal ajudares um projeto Português? Sabe mais

Queres ser nosso amigo? Segue-nos nos meios de comunicação.

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).