"Get Out", filme de Jordan Peele
“Get Out”, filme de Jordan Peele

“Get Out”, escrita e realizada por Jordan Peele, conta-nos a história de um jovem fotógrafo afro-americano Chris Washington (Daniel Kaluuya) que visita os pais da sua namorada (Allison Williams) em Alabama.

Sobre o filme “Get Out”

“Eles sabem que sou preto?” pergunta Chris enquanto faz a sua mala, e Rose Armitage assegura-lhe que os seus pais; a psiquiatra Missy (Catherine Keener) e o cirurgião Dean (Bradley Whitford) não são racistas. E que lhe dirão pessoalmente que votariam no presidente Obama pela terceira vez se pudessem.

Vê ainda: Netflix: 13 reasons e muitas mais para veres esta série!

   

O melhor amigo de Chris alerta-o para não conhecer a família de Rose, pois podem fazer-lhe mal ou torna-lo num escravo sexual, mas como os conselhos são tão disparatados, Chris ignora-o e começa assim a sua viagem.

Quando Chris conhece finalmente a família, repara que os únicos trabalhadores contratados para além de serem afro-americanos, tem uma conduta estranha. A governanta do Armitage, Georgina (Betty Gabriel) esta sempre atenta e tem um sorriso tão forçado e tão pouco natural que é de arrepiar a espinha e o jardineiro (Marcus Henderson) parece estar incomodado com a sua presença.

A mãe de Rose ultrapassa os limites quando hipnotiza Chris sem a sua permissão, através do “som” que a colher faz ao movimentar-se na direcção dos ponteiros do relógio, para que este largue o seu vício pela nicotina. Nunca mais vou voltar a ver uma chávena da mesma forma. No entanto, pela nossa surpresa, a atmosfera do jardim dos Armitage’s revela-se ainda mais desconcertante que o seu interior.

Get Out
Claros contrastes em Get Out

Os convidados inteiramente brancos que chegam para a festa que se realiza anualmente na casa dos Armitage’s revelam estar interessados e cativados pela presença de Chris. Uns referem que o “o preto está na moda, ou perguntam-lhe o que é “ser afro-americano hoje em dia“, e referem que a sua raça tem uma constituição mais “robusta e forte, sexy.”

Chris conhece este tipo de racismo liberal mas Rose estará ao seu lado para o ajudar, alertar e criticar as atitudes racistas das gerações mais antigas.

Chris começa a sentir-se constrangido e revoltado mas sossega quando vê um rapaz da mesma raça na festa, quando o cumprimenta apercebe-se que este revela ter a mesma conduta que a Georgina, e fica ainda mais desconcertado.

Desconfia que o conhece mas quando lhe tira uma foto com flash, desperta e desencadeia uma conduta muito inesperada do rapaz que grita “get outt”. Mais tarde, Chris envia essa foto ao seu amigo e ele refere que é um artista jazz que desapareceu, e alerta-o para sair o mais rapidamente dessa casa.

Considerações Finais

Georgina em "Get Out"
Georgina em “Get Out”

Dado o hype crítico em torno deste filme, será difícil evitar spoilers. É um filme inteligente, de arrepiar a espinha e com alguma comédia à mistura. Get Out é um filme que se destaca pela sua qualidade e originalidade. Até os pequenos toques de comédia são bem equilibrados e possuem um claro propósito dentro do enredo da história.

Get Out é o primeiro filme realizado pelo actor norte-americano Jordan Peele, que é mais conhecido pelos seus papeis na área de comédia, ou pela sua interpretação do Presidente Barack Obama no programa The Daily Show.

Jordan Peele também refere que o filme tinha como intuito explorar “os medos de um outsider” mas que achou pertinente que o filme alertasse antes sobre a raça e como é vista e sentida por alguém de cor diferente. Este foi o seu ponto de partida, a sua grande premissa para o Get Out.

Falar de algo tão horrendo como o racismo em qualquer tipo de género que não fosse um filme de escravidão ou de outro género parecia-me taboo. Por isso, sabia que a única forma de dar sentido ao filme, além de acertar no tom correcto, seria o enredo que teria de ter a capacidade de revelar o julgamento e as presunções que teríamos em relação ao filme que na verdade, revelam ser as nossas mesmas. “Get out” desperta diferentes reacções para o público negro e branco. Se não despertar ou mexer com o último é porque não está a fazer o seu trabalho” – Jordan Peele.

Outros assuntos relevantes:

Novo Asus Zenfone 4? Reveladas especificações de smartphone mistério

Netflix vai trazer HDR e Dolby Vision para o LG G6

Atrasos no Chrome OS favorecem Windows 10 S da Microsoft