Blackberry 4gnews 1

O percurso da BlackBerry no mercado mobile tem sido uma perfeita sucessão de infelizes eventos, não resisto a fazer aqui uma comparação com os desígnios da família Stark do “GOT” mas, ao contrário dos senhores de Winterfell, a marca canadiana ainda tem hipóteses de sobreviver neste volátil mercado dos dispositivos móveis. Esta é a primeira vez em longos anos que a BlackBerry regista um aumento na receita e tem que agradecer ao seu BlackBerry Priv com sistema operativo Android.

Outrora a marca dominante e quiçá elitista, o seu domínio desfez-se em poucos anos por não conseguir nem querer adaptar-se às novas tendências de mercado. A BlackBerry ficou cativa daquilo que melhor fazia (e faz): segurança, privacidade, teclado QWERTY e qualidade de construção. Estas são as características principais do seu hardware, mas a verdade é que hoje em dia já ninguém quer comprar um BlackBerry. Se tens orçamento para um topo de gama o mais certo é comprares um iPhone ou um Galaxy. Esta é a verdade em 80% dos casos mas ainda há esperança para a marca da “amora negra”.

   
Blackberry 4gnews
John Chen, CEO da BlackBerry

Depois de sucessivas adaptações a cenários cada vez mais deploráveis, a BlackBerry aprendeu literalmente a viver com pouco e gerir eficazmente os recursos de que dispunha. Vemos finalmente um ligeiro aumento nos lucros e, apesar de ser incauto criar expetativas demasiado altas, creio que será seguro dizer que a marca pode finalmente respirar de alívio. O BlackBerry Priv trouxe finalmente algumas boas notícias à casa mãe.

Sob a liderança de John Chen, as ações da Blackberry subiram 13% neste último trimestre e a despesa continua a encolher, otimizando assim as margens de lucro. Estes resultados positivos foram conseguidos através de um investimento estratégico tanto no software como no hardware e respetivo marketing.

Será que o BlackBerry Priv salvou a BlackBerry graças ao OS Android?bbprivad

Todas as notícias sobre o BlackBerry Priv, o 1º dispositivo da BlackBerry com o sistema operativo Android foram um excelente golpe de marketing. Além disso, não tenho dúvidas de que uma boa percentagem de consumidores não resistiram a comprar finalmente um smartphone BlackBerry, agora que podem desfrutar de todas as regalias do sistema Android.

Esta onda de otimismo é sustentada pelos números e relatórios fiscais em que a diminuição na despesa, aliada ao aumento dos lucros provenientes do software da marca, despertam finalmente alguns sorrisos ao ponto do CEO ter referido que em 2017 já estariam num “lucro e crescimento sustentável”.

Em suma, apesar de todos os bugs e imperfeições técnicas, algo que consigo perdoar tendo em conta que esta foi a primeira “aventura” da marca fora do seu sistema operativo, o BlackBerry Priv está sem dúvida a acalentar as minhas esperanças de ver esta marca novamente na ribalta.

Talvez queiras ver:

😉

Viarecode
Fontereuters
Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).