Elon Musk quer aterrar em Marte já em 2024

Abílio Rodrigues
Comentar

O CEO da SpaceX, Elon Musk, revelou recentemente que prevê enviar os primeiros seres humanos para Marte num período de 4 a 6 anos.

Há vários anos que a SpaceX está a desenvolver o substituto do Falcon 9, mas o veículo conhecido como Starship está ainda longe de concluído. Porém, têm sido testados vários protótipos das mais variadas peças, com resultados que oscilam entre o sucesso e explosões aleatórias.

Mais ainda, será necessário que Musk e os seus engenheiros projetem um módulo Super Heavy, capaz de catapultar a nave para fora do poço gravitacional da Terra e conduzi-la a um local tão longínquo. Este componente crucial não começou ainda a ser construído, mas os responsáveis da SpaceX parecem confiantes.

CEO da Tesla tem planos ambiciosos

Elon Musk, accepting the @axelspringer award in Berlin, says he is "highly confident" that SpaceX will land humans on Mars "about 6 years from now.""If we get lucky, maybe 4 years ... we want to send an uncrewed vehicle there in 2 years." https://t.co/qYNc464fkP pic.twitter.com/LBDwKG7F1g

— Michael Sheetz (@thesheetztweetz) 1 de dezembro de 2020

Elon Musk é conhecido por não se deixar abalar por alguns percalços, desde que estes o coloquem no caminho certo para o sucesso dos seus projetos. O executivo por várias vezes tem reiterado que tem toda a confiança de que poderá enviar uma missão tripulada ao planeta vermelho num período de 6 anos, avançando agora que, se tiver uma pontinha de sorte, isso pode acontecer já em 2024.

Por outro lado, a NASA continua sem perspetivas sobre quando conseguirá colocar um ser humano em Marte, invocando, principalmente, preocupações de segurança relacionadas com a radiação no espaço profundo e os seus efeitos no Homem. Para já, a agência americana aponta para 2030, mas sem se comprometer com a data.

Editores 4gnews recomendam:

Abílio Rodrigues
Abílio Rodrigues
Apaixonado por tecnologia desde que montou o seu primeiro computador, continua em fase lua-de-mel com tudo o que envolva um processador e permita umas sessões videolúdicas.