eBike da Harley Davidson chega até ao fim de 2021

Mónica Marques
Comentar

Dá pelo nome de Mosh/Tribute, tem chegada prevista ao mercado até ao fim deste ano e é nova eBike da Harley-Davidson.

O modelo de design vintage, inspira-se na já existente Mosh/CTY e, se és fã da marca ou do género elétrico, prepara-te porque esta é uma edição limitada. Para a Europa e EUA estão disponíveis 650 unidades. No site da Serial 1 da conhecida marca de motas, podes já fazer a pré-encomenda do novo modelo.

eBike da Harley-Davidson tem autonomia para 168 km

Harley-Davidson Mosh Tribute lateral

Com um custo de aproximadamente 5.120 euros, a Mosh/Tribute está equipada com o motor Brose S Mag que, por sua vez, integra um rotor interno sem escovas que produz um torque de 90 Nm. Estas características permitem ao condutor um arranque rápido e também enfrentar as subidas mais desafiantes. A Mosh/Tribute pode alcançar uma velocidade de 32 Km/h.

A bateria de íon de lítio de 529Wh tem autonomia para um máximo de 168 Km e um mínimo de 56 Km. Pode ser carregada na própria eBike através de uma porta localizada no tudo inferior do quadro ou, em alternativa, removida para carregamento.
De acordo com a marca, um carregamento de 2,1 horas permite um carregamento de 75% a carga total (100%).

Sistema hidráulico Harley-Davidson para fazer frente a todas as condições climatéricas

Travões com disco hidráulico, nas zonas frontal e traseira, permitem que a Mosh/Tribute faça frente a todo o tipo de clima, oferecendo a mesma segurança, afiança a Harley-Davidosn.

Por sua vez, os pneus de 2,8 polegadas em borracha oferecem absorção de choque e baixa resistência ao rolamento. Em conjunto com os aros de liga de 27,5x35 mm, tornam esta nova eBike num modelo responsivo.

Já o acionamento por correia de fibra de carbono Gates não necessita de manutenção, dispensando lubrificação ou ajustes frequentes, avança também a marca.

Por fim, conta com um quadro em alumínio, disponível nos tamanhos M e L, farol dianteiro LED e luzes traseiras LED integradas com a iluminação dos travões.

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira.