DuckDuckGo: rival do Google não bloqueou nem apagou resultados Piratas

Rui Bacelar
Comentar

O DuckDuckGo é uma das alternativas mais populares ao motor de busca da Google. Agora, este motor de pesquisas focado na privacidade removeu ou bloqueou uma grande quantidade de resultados de pesquisa que listavam websites populares como o The Pirate Bay, Fmovies, entre outros.

Em simultâneo, vários canais de distribuição ilegal de conteúdo protegido através do YouTube acabaram também por desaparecer dos resultados da pesquisa DuckDuckGo. A título de exemplo, também o serviço Yoube-mp3, uma popular plataforma de conversão de vídeos do YouTube em áudio desapareceu dos resultados deste motor de busca.

O DuckDuck Go é a alternativa perfeita ao motor de busca da Google

NEW: our apps & extensions now protect against Google AMP tracking. When you load or share a Google AMP page anywhere from DuckDuckGo apps (iOS/Android/Mac) or extensions (Firefox/Chrome), the original publisher's webpage will be used in place of the Google AMP version.

— DuckDuckGo (@DuckDuckGo) 19 de abril de 2022

Para quem valoriza sobretudo a privacidade, este motor de busca será a solução ideal como alternativa ao Google. Trata-se de uma solução lançada em 2008 com uma política de privacidade digna de nota, mais respeitadora do utilizador final.

Por exemplo, ao contrário do Google e outros motores de busca, o DuckDuckGo não mantém um registo do endereço de IP do utilizador, nem outra informação pessoal relacionada. Ou seja, pode ser usado como ferramenta de busca mais privada.

Além disso, nos últimos anos esta solução tem-se destacado das demais alternativas ao Google ao apresentar resultados de pesquisa mais fidedignos e "limpos". Isto é, sem apresentar conteúdos piratas, ou plataformas de distribuição ilegal de conteúdos.

Solução mais respeitadora da privacidade, mas não perfeita

Great to hear from folks trying DuckDuckGo for Mac! For access, join the waitlist in the latest version of our mobile app (in Settings). We're moving swiftly through the waitlist, but if you can't wait, the first 25 ppl asking in the comments will get one!https://t.co/lHP8CFgwoZ https://t.co/Jg5QYe4ep5

— DuckDuckGo (@DuckDuckGo) 13 de abril de 2022

O mérito do DuckDuckGo é inquestionável na sua primazia pelo respeito pela privacidade do utilizador. Não é, contudo, imune a preocupações com direitos de autor e disputas legais caso apresente resultados que potenciem a pirataria.

Exemplo disso foi a recente remoção de vários atalhos para "websites piratas", algo que colocou o DuckDuckGo debaixo dos holofotes e suscitou dúvidas sobre o respeito pela propriedade intelectual.

Mais concretamente, o motor de busca acabou por remover até 2 000 entradas para webistes populares de pirataria como Pirate Bay, 1337x, bem como o RARBG. Não obstante, a plataforma afirmou não censurar estas plataformas, afirmando que os mesmos ainda estavam listados nos resultados apresentados. Agora, contudo, a empresa parece ter mudado de opinião.

Possível remoção da indexação dos websites piratas

Ao passo que o Google altera ativamente o algoritmo de apresentação de conteúdos para empurrar para o fundo os websites piratas, o rival DuckDuck Go parece ter removido efetivamente estes conteúdos do seu índex, deixando de os apresentar.

Segundo avança a publicação Torrentfreak, ao efetuar novas pesquisas no motor de busca em questão os resultados de websites piratas são inexistentes. No entanto, após terem contactado o motor de busca este forneceu uma explicação mais simples.

Esta tese foi avançada no último fim de semana, mas tudo não passaria de um erro técnico no seio da empresa. Ou seja, não há censura a este tipo de conteúdos, mas existiu, sim, um lapso na sua apresentação durante alguns dias.

Similarly, we are not "purging" YouTube-dl or The Pirate Bay and they both have actually been continuously available in our results if you search for them by name (which most people do). Our site: operator (which hardly anyone uses) is having issues which we are looking into.

— Gabriel Weinberg (@yegg) 17 de abril de 2022

Mais concretamente, a DuckDuckGo afirma que estão a enfrentar alguns problemas na apresentação destes conteúdos. A explicação é avançada pelo CEO da empresa nas publicações de Twitter listadas acima.

Atualmente os resultados estarão a ser apresentados para as pesquisas em questão, tendo a falha temporária sido resolvida.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. Ocupa-se com as novidades de tecnologia na 4gnews. Email: ruifbacelar@gmail.com