O Asus ZenFone AR é o será o primeiro representante da Realidade Aumentada em Portugal
O Asus ZenFone AR é o será o primeiro representante da Realidade Aumentada em Portugal

O que hoje se vê como o futuro, amanhã é passado. Mas os revolucionários estarão sempre um passo à frente e, nesse sentido, a Asus quer estar na linha da frente. Para tal, aliou-se à Google num dos projetos mais ambiciosos desde que a marca de Taiwan apostou no mercado dos smartphones. E o resultado é, nada mais, nada menos, que o Asus ZenFone AR, que chega hoje a Portugal.

Durante vários anos, ouvimos falar de um projeto chamado Google Tango. Este pretende juntar o melhor de dois mundos: juntar a digitalização alternativa da Realidade Virtual, à recriação do mundo que nos rodeia que é a Realidade Aumentada. Mais ambicioso que isso, a Google pretende levar esta tecnologia de amanhã para o nosso bolso, através do smartphone.

Vê ainda: Este é o alegado carregador Wireless da Apple para o iPhone 8

   

A Asus foi a mais recente parceira da gigante norte-americana e, talvez mesmo, a mais ambiciosa. O Asus ZenFone AR foi mesmo uma surpresa agradável no inicio de 2017, abrindo portas a um futuro em que Realidade Aumentada e Realidade Virtual (também muitas vezes chamada esta combinação de “Realidade Mista”) serão bastante comuns. E o melhor de tudo é que esta nova Era começa hoje.

O que distingue o Asus ZenFone AR com o Google Tango?

Como mencionado acima, este projeto visa trazer a Realidade Virtual e a Realidade Aumentada num só disposítivo. Para alcançar isso mesmo, o projeto Tango traz ao terminal uma panóplia de sensores que, com a ajuda de um software de próxima geração, permitirá recorrer à Realidade Aumentada.

Entre as capacidades revolucionárias que o Tango incute neste novo Asus, três acabam por se destacar. A primeira, o Tango Motion Tracking, trata-se da deteção automática de movimentos captados pela câmara do terminal (como os restantes sensores, tudo passa pelo trabalho da câmara); em segundo lugar, temos o Tango Depth Perception, que vai avaliar a profundiade; por último temos o Tango Area Learning, que trará do reconhecimento de amplitude de área detetável pelos sensores.

Estas três novas capacidades servem precisamente para produzir eficazmente a melhor experiência de Realidade Aumentada ao utilizador. Aliando isto ao suporte para Daydream VR, a tecnologia de Realidade Virtual da Google, o Asus ZenFone AR tem tudo para dar uma experiência de utilização ainda não vista em Portugal.

O hardware que faz magia

Para que tudo isto seja possível, o Asus Zenfone AR tem de estar, como é óbvio, bem equipado. Afinal, estamos a falar de software de ponta, com uma exigência máxima no que toca à performance do dispositivo. E a começar pelo mais importante, falaremos desde já do sistema de triplo sensor fotográfico que se situa na parte de trás do terminal, com o nome Asus TriCam.

Sim, três câmaras localizam-se onde a mão segura um terminal sólido e de cor escura. Três câmaras apontam quando o utilizador quer simplesmente tirar uma fotografia. Mas a grande capacidade das mesmas está na Realidade Aumentada e é nisto que elas brilham.

Entre os três sensores, temos uma câmara principal de 23MP PixelMaster 3.0, sendo esta um sensor Sony IMX318, bem como uma câmara de reconhecimento de movimento e uma câmara de análise de profundidade. Entre as três, a magia acontece. À medida que o utilizador se move tridimensionalmente, há um reconhecimento instantâneo da paisagem, bem como uma análise de campo pronta para reconstruir e adaptável, posteriormente.

Três câmaras traseiras fazem o trabalho necessário para o Asus ZenFone AR dar a melhor experiência de utilização de Realidade Aumentada

Isto acaba por permitir que o utilizador possa recorrer à Realidade Aumentada através de vários tipos de jogos, aplicações/ferramentas que poderão, por exemplo, ajudar a decorar um espaço e até algumas aplicações de navegação.

E o que suporta afinal, tanta tecnologia? Neste dispositivo temos, desde logo, o processador quad-core Qualcomm Snapdragon 821, processador topo de gama da Qualcomm, lançado em 2016, sendo que este foi especialmente adaptado para suportar estas capacidades. Para além disto, ao processador não faltará memória de apoio instantâneo, sendo o Asus ZenFone AR o primeiro smartphone no mundo a carregar 8GB de RAM.

Uma segunda opção de 6GB de RAM estará também disponível aos interessados, fazendo-se este dispositivo acompanhar de 64 ou 128GB de memória interna. Correndo de fábrica o Android 7.0 Nougat, o ZenFone AR traz ainda consigo a interface própria da Asus, a ZenUI, que neste caso incluírá também uma panóplia de funcionalidades especiais prontas a ser usadas pelo utilizador para a experiência de Realidade Virtual e Realidade Aumentada.

E por falar em Realidade Virtual, a cereja no topo do bolo para o terminal em questão é o excelente ecrã. Estamos a falar de uma tela Super AMOLED de 5.7 polegadas e resolução WQHD (1440×2560), com uma densidade pixéis por polegada de (aproximadamente) 515, estando ainda protegido por Gorilla Glass 4 da Corning.

Para completar a lista de especificações, temos uma câmara frontal de 8MP, uma bateria de 3300 mAh, uma entrada de áudio 3.5mm, uma entrada USB tipo C e ainda um leitor de impressões digitais que está ladeado por dois botões capacitivos de sensibilidade na parte frontal.

Poderás consultar toda a lista de especificações aqui:

  • Ecrã de 5.7″ polegadas Super AMOLED
  • Resolução WQHD (1440×2560)
  • Tecnologia Super AMOLED/ Corning Gorilla Glass 4
  • Processador Qualcomm Snapdragon 821
  • Gráfica Adreno 530
  • 6/8GB de RAM
  • 64/128GB de armazenamento
  • Expansibilidade via microSD
  • Câmara principal de 23MP
  • Câmara secundária de 8MP
  • Android 7.0 Nougat
  • Bateria de 3300mAh
  • Disponível em Preto
  • Preço: €899,99
  • Disponível em Portugal

Disponibilidade e Preço em Portugal

É justo dizer que um smartphone com tecnologia de ponta se deve situar entre os mais caros do mercado? Provavelmente, o leitor irá dizer que sim, mesmo que isso implique não apreciar o valor que terá de desembolsar por um ZenFone AR.

Não percas: Podcast 4gnews 160: A legislação dos Drones e a prosperidade mobile!

A verdade é que este novo Asus terá um preço registado nos €899,99, algo apenas comparável aos gigantes do mercado. O terminal estará à venda nas lojas em Portugal a partir das próximas semanas, pelo que o utilizador terá acesso ao mesmo e poderá comprovar por si mesmo todas as valias do mesmo.

Em conclusão…

Estamos aqui perante um dos mais revolucionários terminais que vimos este ano. Enquanto muitas marcas trabalham no sentido de oferecer o melhor que há para dar hoje ao utilizador, vemos que a Asus e a Google pretendem oferecer hoje a tecnologia de amanhã.

O Asus ZenFone AR está preparado para o futuro e não ficarámos chocados se dentro de um ou dois anos este smartphone fosse visto como o primeiro verdadeiro porta-estandarte da Realidade Aumentada.

O que achas do Asus ZenFone AR? Deixa nos comentárioa a tua opinião e continua a seguir a 4gnews para mais novidades.

Outros temas relevantes:

Oukitel U11 Plus: Mais especificações e design melhorado

Sucesso dos smartphones? A culpa é dos computadores portáteis da treta

Nova atualização para o OnePlus 5 melhorará consideravelmente a bateria