Apple vai aliviar uma das limitações do iPad com o iPadOS 15

Carlos Oliveira
Comentar

Tal como noticiamos no início da semana, será na próxima segunda-feira que a Apple libertará a versão final do iPadOS 15. Com este sistema operativo para o iPad, a marca promete dar aos programadores maior acesso à memória RAM do equipamento.

Tal como frisado em junho passado, após a apresentação do iPadOS 15, a Apple vai aumentar a quantidade de memória RAM a que uma app poderá aceder. Agora, a poucos dias do seu lançamento, a empresa divulga a quantidade de memória que passará a estar disponível.

Aplicações poderão usar até 12 GB de RAM no iPad Pro

Através da sua página de suporte, a Apple informa que no novo iPad Pro com processador M1, as aplicações poderão requisitar até 12 GB de RAM. Será um salto significativo face ao limite de 5 GB imposto até agora.

Apple iPad Pro

Relembro que o modelo de topo do iPad Pro com processador M1 conta com 16 GB de RAM. Ou seja, a Apple continuará a impedir que uma aplicação possa utilizar a totalidade da RAM do dispositivo para garantir a estabilidade do sistema.

Importa sublinhar que o limite de uso da memória RAM variará consoante o modelo do iPad em questão. Por exemplo, no iPad Pro com 8 GB de RAM, a Apple concederá acesso a apenas 6 GB.

Temos ainda o caso dos modelos de entrada, lançados esta semana, que contam apenas com 3 GB ou 4 GB de memória RAM. Para estes modelos, a Apple não revela qual será o limite concedido, mas certamente será inferior ao que vemos nos modelos de topo.

Com estas limitações, a Apple previne uma queda abrupta no desempenho dos seus produtos. Caso uma aplicação requisitasse para si toda a memória RAM disponível, a estabilidade do equipamento seria comprometida e a imagem da empresa denegrida junto do utilizador.

Com o lançamento do iPadOS 15, os iPad receberão ainda a possibilidade de colocar widgets em qualquer parte do home screen, terão melhor desempenho em multitasking, Live Text e muito mais. Para ficares a conhecer todas as novidades, nada melhor que o nosso artigo dedicado.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.