Apple é processada (novamente) por causa da baterias

António Guimarães
Comentar

O tribunal supremo de Quebec confirmou um processo contra a Apple e a sua sucursal canadiana. Este processo acusa a Apple de não providenciar produtos com baterias de duração razoável.

iphone batttery
Bateria de um iPhone a ser removida

O processo está relacionado com cidadãos canadianos que compraram produtos Apple com baterias recarregáveis desde 2014. Isto inclui iPhones, iPads, iPods, Macbooks e Apple Watch. Adicionalmente, clientes que tenham comprado as garantias Applecare ou Applecare+ também estão incluídos.

Aparentemente, clientes Applecare não foram devidamente informados dos seus direito de garantia, segundo as leis do país. O tribunal de Quebec providenciou um formulário de preenchimento, para cidadãos que queiram a sua situação avaliada durante o processo.

Em 2018, Apple substitiuiu 11 milhões de baterias de iPhone

Esta questão das baterias não é novidades para a Apple. Em 2018, a Apple lançou um programa especial de reparação de baterias. Em certas situações, a Apple substituiu as baterias de graça ou por um valor mais baixo.

Esse fator contribuiu para a redução de receitas da empresa em 2018, afirmou Tim Cook, na altura. O programa decorreu de Janeiro a Dezembro de 2018.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.