Alemanha junta-se ao coro de alarmismo relativo às redes 5G da Huawei

Carlos Oliveira

Os serviços de inteligência alemães (BND) declararam recentemente os seus receios face às redes 5G da Huawei. Para esta entidade, a tecnológica chinesa não é digna de confiança e, por conseguinte, não deverá fazer parte das redes de telecomunicações alemãs.

A fundamentar este parecer estão "incidentes de relevância tecnológica" do passado que envolvem a Huawei. Perante um conselho de legisladores, também o Ministro dos Negócios Estrangeiros da Alemanha declarou a sua desconfiança na empresa chinesa. Tudo tendo por base as recentes alegações de que a Huawei estará, em segredo, a colaborar com o governo de Pequim.

Huawei 5G

Este tipo de declarações já não é novidade para a empresa chinesa. Recentemente, países como a Noruega ou Dinamarca expressaram desconfianças semelhantes. Agora, é a maior potência europeia quem se junta ao coro de desconfiança sobre as redes 5G da Huawei.

Huawei está também na lista negra da Alemanha para as redes 5G

O cerne da questão está no receio de que a Huawei esteja a incorporar backdoors nas suas redes 5G. Por conseguinte, estes estariam a ser utilizados pelo governo chinês para espiar outros países. Cenário que a tecnológica já veio refutar por mais do que uma vez.

Toda esta polémica ganhou novo relevo com a administração Trump. Foi o atual presidente dos EUA quem manifestou a sua desconfiança sobre este alegado esquema de espionagem. Como seria de esperar, também os seus aliados foram aconselhados a afastarem-se destas redes.

Huawei

Em resultado, a Huawei já processou legalmente o governo norte-americano por falsas alegações. A queixa foi motivada pela proibição de utilização das infraestruturas da chinesa, bem como pela ameaça ao bom nome da empresa.

Importa notar que a Huawei é uma das principais empresas mundiais no que ao 5G diz respeito. Serão vários os potenciais clientes da chinesa para esta tecnologia. Contudo, a crescente onda de desconfiança gerada em torno deste assunto poderá implicar a não adoção generalizada deste tipo de infraestruturas. Algo que a Huawei tem vindo a combater com afinco.

Editores 4gnews recomendam:

Fonte | Via

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.