4 dicas para otimizar os repetidores Wi-Fi e ter melhor Internet

Rui Bacelar

Os repetidores Wi-Fi são uma boa opção para expandir uma rede sem fios doméstica se a ligação à Internet deixar algo a desejar. No entanto, para conseguir os melhores resultados, deve ter alguns fatores em conta.

Nesse sentido, a fabricante alemã devolo apresenta o “bê-á-bá” da otimização dos repetidores Wi-Fi para aumentar o desempenho Wi-Fi em casa. Temos assim, um total de quatro boas dicas para saber instalar e aproveitar corretamente os repetidores Wi-Fi.

1. Escolher a distância correta em cada casa

Devolo Repetidor Wi-Fi

Em primeiro lugar, ao escolher uma posição para o repetidor, devemos ter em mente o seguinte: o local mais próximo não é automaticamente o melhor.

O que é que isto significa?

Devolo

Imaginem uma casa em que o escritório doméstico está longe do router. Desse modo, tem uma ligação Wi-Fi inadequada. Ora, é fácil pensar que deve instalar o repetidor no escritório doméstico.

Todavia,há um problema: se um repetidor Wi-Fi receber um sinal fraco, ele só pode encaminhar um sinal fraco. Neste exemplo do escritório doméstico, a ligação fraca entre o router e o repetidor iria estrangular a ligação online. Portanto, o repetidor dificilmente teria qualquer efeito prático.

Em vez disso, a regra geral é simples.

Um repetidor deve ser posicionado cerca de meio caminho entre o router e os dispositivos que irão utilizar o Wi-Fi. Isto significa que normalmente recebe um sinal suficientemente forte, capaz de estender.

Além disso, o repetidor deve ser posicionado centralmente se possível e não deve ser escondido, por exemplo, num canto de uma sala. Ademais, as paredes e mobiliário diminuem a capacidade de transmissão e assim enfraquecem o sinal Wi-Fi.

2. Fatores de interferência inesperados na rede Wi-Fi

Devolo

O facto de paredes e tetos abrandarem a ligação Wi-Fi provavelmente não é uma surpresa para a maioria das pessoas. Porém, muitas vezes é uma surpresa saber que outros objetos do quotidiano também se encontram entre os inimigos naturais das ligações Wi-Fi estáveis.

Por exemplo, os micro-ondas, acessórios de computador sem fios e monitores de bebés são alguns exemplos do que pode interferir com o Wi-Fi devido às ondas de rádio.

Aliás, até a água abranda os sinais – e não tem de ser água num grande aquário em casa. Mais ainda, as tubagens, aquecimento central e até vasos de flores e estendais com roupa molhada. Todos podem impedir as divisões de obter uma boa receção Wi-Fi.

3. Encontrar a posição certa para o repetidor Wi-Fi

Devolo

Assim sendo, devido a estes fatores externos, a sua procura pelo local ideal para o repetidor pode demorar algum tempo. É geralmente aconselhável experimentar locais diferentes e avaliar a qualidade da ligação.

Por exemplo, através de medições de teste de velocidade em determinados pontos. Aqui, com os repetidores de última geração da devolo, temos já bastante conforto de utilização a este respeito.

Com efeito, na frente dos dispositivos existe um mostrador LED que indica a qualidade do sinal recebido, para podermos ver diretamente a força da ligação.

Devolo

Não obstante, os utilizadores tecnologicamente mais competentes que queiram saber exatamente isto também podem pesquisar na Internet e encontrar várias soluções de software para gerar heatmaps Wi-Fi.

Note-se que estas são instaladas, por exemplo, num portátil para verificar a qualidade do sinal em várias áreas da casa, e para marcar lacunas wireless numa planta.

4. A alternativa para longas distâncias para melhor Internet

Por fim, quando posicionados corretamente, os repetidores Wi-Fi, como os novos modelos devolo Wi-Fi 6 Repeater, melhoram o alcance do Wi-Fi doméstico e garantem uma cobertura Wi-Fi significativamente mais estável e rápida.

Todavia, mesmo estes podem atingir os seus limites, particularmente se o Wi-Fi for necessário em vários andares. Nestes casos, a devolo recomenda o uso da tecnologia Powerline.

Estes adaptadores são também operados de forma muito fácil em tomadas elétricas. A diferença para um repetidor é que estes adaptadores usam a rede elétrica como um longo cabo de dados para comunicar entre si.

Desta forma, o sinal de rede pode ir de um andar para o outro sem ser abrandado por tetos ou tubagens. Depois, no destino pode ligar dispositivos finais conforme necessário, usando quer um cabo, quer Wi-Fi.

É assim que os repetidores ou adaptadores Powerline com uma função Wi-Fi criam a rede doméstica personalizada perfeita.

Afinal, como funciona realmente um repetidor?

devolo Wi-Fi 6 Repeater 5400

Facilmente instalado com o premir de um botão
Nova norma Wi-Fi 6
Wi-Fi mesh para uma rede doméstica sem descontinuidades
Encriptação WPA3 & WPA2
Repetidor Wi-Fi para 2,4 e 5 GHz a velocidades até 5400 Mbps, configuração de antena 2x2 + 4x4 MIMO
Duas portas gigabit para ligação de dispositivos compatíveis com a rede via cabo Ethernet
Indicador de sinal de quatro níveis para um posicionamento ideal
Aplicação gratuita devolo Home Network com assistente de instalação e para configurar a rede doméstica devolo
Caixa desktop
Compatível com todos os routers Wi-Fi e dispositivos Wi-Fi

Podemos explicar sucintamente como funciona um repetidor Wi-Fi.

Em primeiro lugar, o repetidor recebe o Wi-Fi que é emitido pelo router. Este sinal sem fios é então enviado de volta pelo repetidor após ter sido amplificado.

É por isso que os repetidores também são frequentemente chamados Wi-Fi boosters. Isto alarga o alcance efetivo do router. Um fator crítico para a velocidade e estabilidade sem fios desta “extensão Wi-Fi” é a qualidade da ligação entre o router e o repetidor.

Isto significa que o melhor posicionamento possível tem uma importância fundamental para expandir o router Wi-Fi de forma ótima com um repetidor.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. Ocupa-se com as novidades de tecnologia na 4gnews. Email: ruifbacelar@4gnews.pt