Xiaomi Mi A1 - Os problemas persistem com a chegada do Android Oreo

Carlos Oliveira
Xiaomi Mi A1 Android Oreo MIUI 9
Xiaomi Mi A1

O Xiaomi Mi A1 é um dos smartphones fabricados pela empresa chinesa mais populares dos últimos tempos. A sua incrível relação qualidade / preço tem sido um dos principais fatores a contribuir para este cenário. O facto de este ter sido criado ao abrigo do projeto Android One permite-lhe ser o primeiro equipamento da marca a receber o Android Oreo, bem como futuras atualizações.

Creio que este último ponto tenha sido aquele com maior contributo para o sucesso do Xiaomi Mi A1. A interface MIUI não está optimizada para funcionar no mercado ocidental. Se uns gostam da personalização da Xiaomi, outros nem por isso. Assim, um smartphone da empresa com Android puro é quase um sonho tornado realidade.

Vê ainda: 22 aplicações gratuitas na Google Play Store para o teu Android

Contudo, a chegada do Android Oreo a este smartphone tem sido tudo menos pacífica. Os problemas multiplicam-se, algo que obrigou a empresa chinesa a retirar do mercado a respetiva atualização já por duas vezes.

Depois do lançamento da mais recente atualização, quando se podia pensar que os problemas eram parte do passado, eis que a tormenta persiste para os utilizadores do Xiaomi Mi A1. Os fóruns da marca continuam inundados de relatos de utilizadores menos satisfeitos com a chegada do Android Oreo aos seus equipamentos.

Mais uma vez, os problemas de drenagem da bateria do smartphone continuam a ser uma queixa comum. Estes queixam-se de perdas de autonomia em valores exorbitantes que não se verificavam com a presença do Nougat no equipamento.

Problemas de autonomia continuam presentes no Xiaomi Mi A1 com a chegada do Android Oreo

Existem ainda relatos de atrasos no funcionamento do leitor de impressões digitais do Mi A1. Estes atrasos podem chegar perto de um segundo. Pode não parecer muito tempo, mas é algo que não acontecia previamente, o que, naturalmente, leva ao descontentamento daqueles que adquiriram este smartphone.

Perante todos estes relatos, a Xiaomi já veio afirmar que se encontra a trabalhar para resolver os problemas relatados. A empresa afirma que para o problema de perda de autonomia está já a ser desenvolvida uma correção. Já quanto ao sensor de impressões digitais, o problema já foi redirecionado para o departamento competente.

Resta agora saber se a empresa chinesa irá retirar novamente do ar a atualização do Android Oreo para o seu Xiaomi Mi A1. Isso será algo para aferir com o passar do tempo. Já as contínuas reclamações da parte dos utilizadores deixa-nos a pensar se a Xiaomi não deveria ter alargado um pouco mais o período de testes deste firmware.

Desse lado, alguém continua a experienciar alguns destes problemas?

Assuntos relevantes na 4gnews:

Google finaliza a compra à HTC, o que virá a seguir?

Huawei Honor 7X já recebeu o Face Unlock com atualização do Android

Nokia 3310 4G já é oficial e este traz conectividade Wi-Fi

Fonte | Via

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.