Ao efetuar uma compra através dos links deste artigo, o 4gnews pode ganhar uma comissão. Conheça o nosso processo de seleção de produtos.

Xiaomi Mi 12 pode chegar muito antes do esperado sem a MIUI 13

Rui Bacelar
Comentar

A segunda maior fabricante mundial de smartphones acabou de apresentar o Mi MIX 4, um smartphone topo de gama que introduziu o conceito de câmara embutida no ecrã no seio do portefólio da Xiaomi. Ao mesmo tempo, aumentou as expectativas para os Xiaomi Mi 12, a próxima gama de smartphones de gama alta a ser apresentada pela fabricante liderada por Lei Jun.

Esta gama de smartphones deverá trazer melhorias substanciais no quesito desempenho, ecrã, câmara, bem como a qualidade de construção. A sua data de chegada, tomando o atual Mi 11 como exemplo, seria o final de dezembro de 2021, mas podemos ser surpreendidos este ano. Aliás, o próprio Mi 11 - apresentado a 28 de dezembro - veio estabelecer um novo precedente.

Poderá o Xiaomi Mi 12 ser apresentado em novembro de 2022?

Xiaomi Mi 12 Ultra
Representação digital (render) do possível Xiaomi Mi 12 Ultra.

Ao passo que o atual Mi 11 foi apresentado em finais de dezembro de 2020, o próximo Xiaomi Mi 12 pode ser apresentado ainda mais cedo. Mais concretamente, em novembro, chegando posteriormente ao mercado com o SoC Snapdragon 898 da Qualcomm.

Esta é a mais recente especulação alusiva à próxima geração de smartphones Xiaomi topo de gama. Para os Xiaomi Mi 12, com efeito, contamos com vários modelos à semelhança do que sucedeu em 2021, com a versão base a ser a primeira revelação.

Face ao exposto - apresentação do Mi 12 em novembro - recordamos a recente afirmação de Lei Jun, CEO da empresa, afirmando que a MIUI 13 só chegaria no final do ano. Desse modo, o Xiaomi Mi 12 ficaria privado temporariamente desta versão da UI.

A MIUI 13 chega no fim do ano, afirma Lei Jun

Xiaomi MIUI 13

Com a MIUI 13 a chegar no final do ano, caso o Xiaomi Mi 12 seja apresentado em novembro terá que adotar a MIUI 12.5 Enhanced Version como versão mais recente disponível. Posteriormente, contudo, estaria entre os primeiros smartphones a ser atualizados.

Importa frisar que os relatos sobre a geração Xiaomi Mi 12 são ainda precoces. Há, contudo, algumas certificações de produtos e novos smartphones Xiaomi que aparentam apontar nesse sentido, mas para já há pouca informação disponível.

Ainda assim, os relatos apontam um novo leque de smartphones a serem certificados com o novo SM8450, o número de modelo do Snapdragon 898 da Qualcomm, ainda em desenvolvimento. Note-se que este será o SoC de próxima geração.

O Snapdragon 898 da Qualcomm alimentará vários smartphones Xiaomi

O processador Qualcomm terá um design pautado por três grupos de processadores - 3 clusters. Em primeiro lugar terá um "super núcleo" com frequência de processamento máximo a 3,09 Ghz para as tarefas mais exigentes como os jogos.

Em segundo lugar terá um grupo de grandes núcleos com frequência máxima de 2,4 Ghz para as tarefas normais. Por fim, terá um grupo de núcleos mais eficientes com frequência de processamento a 1,8 Ghz para as tarefas pouco exigentes.

Importa ainda frisar que o novo núcleo com frequência máxima de 3,09 Ghz seguirá uma nova geração de Cortex-X2. A este núcleos, bem como ao novo SoC, apontam-se já uma pontuação na AnTuTu que pode superar o milhão. Seria o primeiro a fazer tal proeza.

O Xiaomi Mi 12 será consideravelmente melhor que o Mi 11

Xiaomi Mi 11
O smartphone Xiaomi Mi 11 está disponível desde 669 € na Amazon.ES

Para além do novo processador a geração Xiaomi Mi 12 deve apresentar um padrão de carregamento ainda mais rápido. Com efeito, as fugas de informação apontam o suporte para carga até 120 W por cabo e 100 W via carregamento sem-fios (wireless).

Para a China, no entanto, devido a novas imposições legais, o Xiaomi Mi 12 estará limitado a um carregamento a 50 W. Por outro lado, sem que estas restrições se apliquem na Europa, em Portugal podemos vir a usufruir de tais velocidades de carga.

Espera-se também que a Xiaomi venha a aprimorar o já excelente ecrã do Mi 11. Assim sendo, contamos com um painel LTPO AMOLED a marcar presença no Xiaomi Mi 12 com taxa de atualização variável entre 1-120 Hz.

Por fim, voltamos a frisar que estas informações são ainda muito precoces. Como tal, consideramos esta hipótese - apresentação do Xiaomi Mi 12 em novembro - como pouco provável até que surjam provas nesse sentido.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.