Xiaomi descontinua o seu carregador de 65W! Entende a razão

António Guimarães
1 comentário

A Xiaomi está a descontinuar e a recolher o modelo do seu carregador de 65W. Isto porque especialistas de segurança descobriram que o carregador está recheado de vulnerabilidades, que podem ser exploradas por hackers e colocar o utilizar em risco.

Não foi revelada a empresa que fez esta descoberta mas a informação foi corroborada pela Xiaomi. Os carregadores possuem um chip interno que serve para regular potência e resolver problemas. Contudo, o firmware utilizado no chip não tem encriptação, estando completamente vulnerável.

Desta forma, hackers podem alterar a potência do carregador, podendo baixá-la ou aumentá-la, arriscando a integridade dos equipamentos. O carregador foi lançado juntamente com a gama de smartphones Xiaomi Mi 10, que suportam carregamento rápido com esta potência.

zdvd
Carregador da Xiaomi de 65W

Desta forma, a Xiaomi está a remover o carregador das suas lojas online, bem como as lojas físicas, citando razões de emergência. Ainda não é sabido qual é o plano que a Xiaomi tem para substituir os carregadores mas os consumidores não deverão ficar lesados pela situação.

Carregador de 65W consegue "encher" Xiaomi Mi 10 Pro em 45 minutos

É lamentável a situação, pois este carregador de 65W é realmente bastante útil. No caso do Xiaomi Mi 10 Pro, o carregador debita 50W de energia, enchendo a sua bateria de 4500 mAh em apenas 45 minutos.

Esta potência de carregamento é ideal para carregar os telemóveis Xiaomi e também os seus computadores, os Mi Notebooks. Adicionalmente, graças ao ajuste automático de potência, este carregador também podia ser utilizado com os novos Macbook.

Editores 4gnews recomendam:

António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.